Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



calendário

Julho 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031




Pesquisar

 


The time of my life

Segunda-feira, 31.07.17

 

"Dirty Dancing" foi "the movie of my life", ou pelo menos, da minha adolescência. Vi-o inúmeras vezes, tenho até em DVD. Sonhei tantas vezes ao ver aquelas cenas. Sei quase todas as falas de cor. Li ontem à noite por essa internet fora que o coreógrafo da versão original de 1987 deu a entender que poderá haver um remake para cinema dentro em breve. Digo já aqui ao Sr. Kenny Ortega, não se meta nisso. A magia não se repete. Acho impossível que se consiga repetir aquela química poderosa entre o Patrick Swayze e Jennifer Grey que saltava do ecrã. Ao que parece eles detestavam-se por causa de um filme anterior onde tinham contracenado. Para além disso ele era um bailarino exímio e ela não sabia dançar. Na primeira exibição, a audiência de teste odiou o filme. Este filme parecia votado ao fracasso mas foi um sucesso que atravessou gerações.

Esta notícia levou-me a um facto que eu desconhecia, foi feito um remake para televisão. Vi, no youtube, a cena final. Ainda bem que só vi a cena final. Esta versão deve ser mais dolorosa do que arrancar um dente. Pensando bem, se algum dia me quiseram torturar, obriguem-me a ver a versão 2017 do Dirty Dancing.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 07:42

Desafio #365 fotos 2017 - Semana 29

Domingo, 30.07.17

CollageMaker_20170729_132813254.jpg

 

Mais uma grande semana que termina:

1 - Praia Fluvial de Fernandaires, Vila de Rei, no domingo. No regresso, vimos o início de mais um terrível incêndio.

2 - Passiflora da Quinta do Eco, Vila de Rei. Na 2a feira recordei o fim-de-semana passado no centro do país 

3 - Árvore que se vê da janela do A. 

4 - No dia dos Avós, dia 26 de Julho, partilhei o xaile que a minha avó me fez quando eu era criança.

5 - Na 5a feira foi dia de serviço por isso, durante a hora do almoço, fui arejar as ideias. No caminho  encontrei estes Trabalhadores da Jorna.

6 - No dia de folga, fui dormitar para a praia.

7 - Tenho lido pouco porque, devido aos problemas dos olhos, tenho alguma dificuldade em ler durante muito tempo. Este livro já estava em espera há muito tempo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 08:27

Tom coral

Sábado, 29.07.17

IMG_20170710_215906_133.jpg

 

 

 Quem acompanha o meu instagram já deve ter reparado que normalmente escolho vernizes claros e discretos. Na última vez que fiz o gel, e como era Verão, decidi ser um bocadinho mais ousada e escolher este tom de coral. Esta é uma das minhas cores preferidas, adoro todos os tons de coral. E não é que agora comecei a ver esta cor em quase todas as outras mulheres. Será que escolhi o tom da moda inadvertivamente ou este verniz estava em promoção e todas as manicure compraram a mesma cor? 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 08:27

Quando estou de serviço dá-me para isto

Sexta-feira, 28.07.17

As noites de serviço são sempre uma animação. Desde os jovens que tocaram à porta para: "é só para fazer uma pergunta, dona" à senhora que fica muito admirada porque eu apareço depois de ela tocar à campainha. O que será que ela esperava? Que ninguém aparecesse ou que fosse atendida por um robot? Esta senhora passou todo atendimento, que é feito por um postigo de atendimento, com um ar alucinado de quem não está a acreditar. O que será que as pessoas pensam? Que, estando ima pessoa sozinha, iria abrir a porta a meio da noite sem qualquer segurança, ficando à mercê de todos os tipos de crime? Mas o que encaganitou mesmo foi uma situação que também me faz pensar durante o atendimento normal diurno. Durante o serviço dá-me para a reflexão, o que se há-de fazer? Passo a explicar:

O pai vem aviar uma receita para a criança ou pedir um aconselhamento. A farmacêutica faz uma pergunta simples como: "prefere medicamento genérico ou marca?" Ou "e qual é a marca do leite que o bebé bebe?". Uma grande parte dos homens não sabe responder a esta pergunta ou tomar uma simples decisão sem perguntar à mãe da criança. Agora a minha dúvida existencial é: isto acomtece porque vivemos numa sociedade matriarcal e a mãe é que manda? Ou ainda há muitos pais que se demitem do seu papel e são as mães que cuidam dos filhos na totalidade com pouco ou nenhum apoio da parte dos pais?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 08:16

Doí a alma

Quinta-feira, 27.07.17

mw-320.jpg

 

As imagens dos fogos são incontornáveis. Não dá para fugir delas já que estão por todo o lado. Todos os anos estas imagens se repetem e me impressionam e emocionam. Pobres pessoas que perdem tudo o que construíram ao longo da vida. Algumas perdem mesmo a vida. Este ano tem doído mais do que nunca. Para além da tragédia do mês passado, os fogos desta semana tocam-me de maneira especial. Foi por poucas horas que não tive contacto directo com este inferno. Custa muito perceber que as paisagens verdejantes e maravilhosas, que conheci há poucos dias, estão completamente destruídas, pintadas de negro e cinza. Será mesmo inevitável ver o país a arder todos os anos?!

Ao que parece a situação já começa a ficar controlada. Espero mesmo que assim seja.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 07:29

Diz que é dia dos avós...

Quarta-feira, 26.07.17

...porque se assinala o dia de Santa Ana e São Joaquim, avós de Jesus.

dia_dos_avos-01-e1437217706695.jpg

 

Normalmente esta mania de haver dias disto e daquilo irrita-me mas todos os motivos são bons para recordar os meus avós. Esta manhã fiquei com lágrimas nos olhos quando ouvi, na rádio, que era dias dos avós.

Tenho tantas saudades da minha avó Maria. Havia uma empatia tão grande entre nós. Quando ela começou a ter avc's e não  conseguia falar, eu compreendia-a só com o olhar. Os pratos alentejanos que ela fazia nunca mais tiveram o mesmo sabor. Entre nós havia um amor incondicional. Foi um privilégio tê-la tido durante tantos anos. 

Também tenho muitas saudades da minha bisavó Júlia, a avozinha como eu lhe chamava para distinguir da minha avó. Era tão linda, pequenina, muito enrugadinha e com uns olhos tão azuis, tão vivos. Quando me lembro dela, vejo-a sempre de volta da sua cafeteira de café que fazia logo pela manhã. Ela partiu com 98 anos e manteve as suas capacidades intelectuais quase até à morte. Adora ouvir as suas histórias.

Estas 2 mulheres, mãe e filha, foram preponderantes na minha viva, enriqueceram a minha infância.

Mas também não posso esquecer aquele avô João que me chamava "ciganita" quando me via de saia comprida. Ou o meu avó Manel que era muito brincalhão e me pregava partidas mas que se foi devido ao Alzheimer tal como a mãe, a bisavó Conceição.

E a pena que eu tenho de não ter conhecido a mãe do meu pai. Dizem que sou parecida com ela.

Todos eles são, hoje, anjos protetores que velam por mim lá no céu. Estrelas que iluminam o meu caminho.

Obrigada por terem feito parte da minha vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 22:02

Voltei ao centro de Portugal

Terça-feira, 25.07.17

De há uns anos para cá, começou a ser tradição fazer um passeio no mês de Julho para comemorar o meu aniversário. O "vai para fora cá dentro" deste ano foi no passado fim-de-semana. Como disse aqui, fui até ao centro do país. Andei pelos concelhos de Mação, Vila de Rei e Proença-a-Nova. Foi muito agradável, conheci mais umas praias fluviais e vi paisagens florestais magníficas. Infelizmente, estas paisagens podem já nem existir. O centro do país está a ser fustigado pelo fogo, outra vez. Mas vamos recordar os bons momentos. As pessoas que sofrem com os incêndios merecem que se mostre o lado bonito daqueles concelhos e não apenas as imagens dos fogos, não é verdade?!

Acho fantástico o trabalho que as autarquias fazem no sentido de criar as condições mais adequadas para que os locais ou os visitantes possam usufruir das praias fluviais. É uma experiência muito diferente das praias de mar. A maioria das praias por onde passei têm nadadores-salvadores e bons apoios para passar um excelente dia em segurança.

O local onde ficámos alojados era um quinta no meio do nada. Só se ouviam as cigarras... ou o cão. À noite foi possível ver um magnífico céu estrelado que não conseguimos ver no meio das cidades. O lugar ideal para descansar a cabeça. Chama-se Quinta do Eco mas o único eco que se ouve é o eco do silêncio. A quinta pertence a um simpático casal belga que vive em Portugal há mais de 15 anos.

Aqui ficam algumas imagens

CollageMaker_20170724_232457511.jpg

1 - Praia Fluvial do Carvoeiro, Mação 

2 - Praia Fluvial de Cardigos, Mação 

3 - Praia Fluvial de Bostelim, Vila de Rei

4 - Praia Fluvial de Aldeia Ruiva, Proença-a-Nova 

5 - Praia Fluvial do Malhadal, Proença-a-Nova

6 - Praia Fluvial de Fernandaires, Vila de Rei

7 - Amanhecer na Quinta do Eco

8 - Simpática mascote da Quinta do Eco

9 - Saindo da Praia Fluvial de Fernandaires

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 08:09

Desafio #365 fotos 2017 - Semana 28

Domingo, 23.07.17

CollageMaker_20170722_221819563.jpg

 

A semana que passou iniciou-se com um passeio e terminou com outro passeio. Então vamos ao relato:

1 - No domingo fomos almoçar ao Baleal. O tempo não estava muito convidativo para praia mas, para quem conhece a zona, isso já é habitual. Deu para fazer umas caminhadas.

2 - Na 2a feira fez 1 mês que aconteceu o grande incêndio de Pedrógão Grande e eu partilhei uma foto de uma cascata na zona de Arganil que conheci no ano passado quando andei a passear por aqueles lados.

3 - Na 3a feira, levei queques de atum e legumes na marmita. A receita baseou-se numa receita do blogue Desafio Saudável da Maria.

4 - Esta iogurteira deve ter quase 40 anos mas ainda funciona. Utilizo-a quase todas as semanas.

5 - Na 5a feira houve bruschetta de tomate e mozarella como entrada para o jantar.

6 - Gosto muito de passeios nocturnos no Verão. Só foi pena não estar uma noite quente.

7 - Ontem rumei ao centro de Portugal para conhecer mais algumas praias fluviais. De manhã estivemos na Praia Fluvial do Carvoeiro, no Concelho de Mação.

 

Este fim-de-semana pelo centro do país atrasou a publicação deste post porque o wi-fi do alojamento onde fiquei não funcionava muito bem. Vamos ver tenho tempo de vos contar a minha experiência durante a semana.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 22:16

Pareço uma velha

Terça-feira, 18.07.17

Uma mesa de restaurante e uma família com adolescentes agarrados ao telemóvel parece uma imagem familiar não é verdade?! No fim-de-semana passado vi uma cena ligeiramente diferente. Almocei num restaurante com wifi o que já não é uma novidade. Até um café de aldeia já tem wifi. Eu também utilizei para dar uma vista de olhos ao instagram e ao facebook enquanto esperava pela refeição. A meu lado estava um casal com cerca de 65/70 anos. O homem não parava de mexer no telemóvel. O empregado chegou com a garrafa de vinho, apresentou-a ao homem e ele nada.  Só deslizava os dedos a toda a velocidade sobre o ecrã táctil. Nem quando lhe puseram a comida à frente. Eram sardinhas, um prato nada agradavel se estiver frio. Pouco falou com a senhora. Foi-lhe muito difícil largar o aparelho. E ainda falam dos jovens. Há cada vez mais idosos viciados na tecnologia. Se calhar, os restaurantes acabavam com o wifi. Assim tínhamos que conversar uns com os outros. Esta conversa faz-me lembrar aquele anúncio da app de um certo hospital "pareces uma velha". Pois...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 08:50

Vamos todos para lá

Segunda-feira, 17.07.17

Hoje faz precisamente 1 mês que o país se horririzou com a tragédia provocada pelo fogo na região  centro. A solidariedade que se gerou foi impressionante e primordial para ajudar a reconstruir casas e empresas. No entanto não podemos descansar a nossa consciência apenas com donativos monetários, bilhetes para concertos solitários ou enviando roupa velha para os locais atingidos. O sector do turismo que escapou ao incêndio está a ser duramente atingido. As reservas feitas anteriormente ao incêndio estão a ser canceladas e não estão a ser feitas novas reservas. A Região de Turismo do Centro já garantiu que a maioria  dos equipamentos turísticos estão a funcionar. Estranhamente a maioria das reservas canceladas são de portugueses. Vamos mostrar que a solidariedade continua. O verdadeiro desafio é continuar a visitar o centro do país.

DSC03799.JPG

Maranhos na Sertã

DSC03879.JPG

Praia das Rocas, Castanheira de Pera

DSC03806.JPG

Hotel da Montanha, Pedrógão Pequeno

 

DSC06048.JPG

Piodão

DSC06091.JPG

Praia Fluvial da Peneda, Góis

DSC06126.JPG

Praia das Canaveias perto de Góis

DSC06140.JPG

Quintinha do Carvalhal, Góis 

DSC06150.JPG

Cascata da Fraga da Pena, Benfeita

DSC06196.JPG

 

Praia Fluvial de Côja, Arganil

 

Eu vou fazer a minha parte. No próximo fim de semana vou até ao Concelho de Proença-a-Nova.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 11:15


Mais sobre mim

foto do autor



Comentários recentes

  • Triptofano!

    E reclamaram junto da companhia?Creio que têm dire...

  • Charneca em flor

    Levo sempre, pelo menos, uma muda de roupa na baga...

  • Triptofano!

    Ter a mala perdida deve ser uma das coisas mais ch...

  • Marta Elle

    Adorei o relógio.

  • Happy

    Faz parte da minha bucket list!!Boa viagem :)



subscrever feeds



Pág. 1/2