Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



calendário

Setembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930




Pesquisar

 


Avó ou Mãe?!

Quarta-feira, 13.09.17


mw-320.jpgNo início do mês passado, foi aprovada em Portugal a legislação que regula a maternidade de substituição. Um dos primeiros pedidos foi aprovado pelo Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida (CNPMA) na passada sexta-feira. Este pedido é muito especial porque se trata um casal cujo filho será gerado pela mãe da mulher que teve que tirar o útero devido a uma endometriose grave. Ou seja, a senhora, de 50 anos, vai gerar o neto. O pedido vai ainda ser analisado pela Ordem dos Médicos embora este parecer não seja vinculativo. Depois disso, a CNPMA vai dar um parecer final. 

Eu não sou contra a Maternidade de Substituição especialmente com o enquadramento legal que tem em Portugal o qual limita o recurso a esta técnica a quem não tem útero ou a quem tem uma doença grave a nível do útero que seja impeditiva de gravidez. No entanto, esta situação de ser a futura avó a gerar o neto causa-me alguma estranheza. Esta mulher propõe-se a um verdadeiro acto de amor supremo pela filha. Uma gravidez aos 50 anos não é isenta de riscos, antes pelo contrário. E como é que ela vai olhar para esta criança? Não sei se a senhora tem outros filhos ou se tem possibilidade de ter outros netos. Se ela tiver outros netos, será que vai amar todos da mesma maneira ou este, que vai carregar no ventre, será sempre diferente para ela?!

Qual é a vossa opinião? Concordam com este acto de amor ou não?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 07:39


Mais sobre mim

foto do autor



Comentários recentes