Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




Pesquisar

 


Terrores nocturnos

Sábado, 11.11.17

De há um tempo para cá, tenho seguido as séries que passam na RTP2. São séries europeias nomeadamente espanholas como "El Príncipe", italianas, inglesas ou nórdicas. As séries nórdicas são, quase sempre, policiais e violentas, um pouco à semelhança dos livros policiais nórdicos, um pouco à semelhança dos meus guilty pleasures já confessados. 

Modus_main_.jpg

 

Actualmente sigo a série sueca A Teia. Normalmente deito-me depois de ver mais um episódio. Um noite destas (foi depois da noite de serviço), antes de dormir ainda li um pouco do ebook policial que tenho na minha estante virtual "Cães de Caça" de Jorn Lier Horst. Não sei se foi por ter o cérebro cansado da noite de serviço ou se fiquei sugestionada com as negras histórias da Escandinávia, o que é certo é que 45 minutos depois de adormecer dei por mim a ter um pesadelo. "Vi" alguém a entrar pela janela, presumo que fosse um assassíno e acordei a gritar assustadíssima. Já não é a primeira vez que tal acontece. Quando ando mais viciada nos policiais, lá vêm os pesadelos e ainda por cima barulhentos. 

Acontece a mais alguém ou sou eu que sou muito sensível?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 16:47

Automóvel ou autocarro?!

Terça-feira, 10.10.17

rodoviária nacional.jpg

Camionete da carreira, outros tempos

 

Nos últimos dias, devido a uma série de peripécias, tenho utilizado os transportes públicos. Durante muitos anos, fui utilizadora regular. Logo aos 14, comecei a ir de autocarro para a escola. Na faculdade, inicialmente, ia de comboio e mais tarde de autocarro.  E nos primeiros anos como trabalhadora também me deslocava de autocarro. Depois aburguesei-me e passei a andar maioritariamente de carro. Conduzir todos os dias para o emprego é um acto muito isolado. Deslocar-me de transportes públicos têm imensas vantagens. Posso pôr as leituras em dia, por exemplo. Posso observar as pessoas e ver como elas ocupam o tempo. Antigamente via-se mais pessoas a ler um livro ou a ler o jornal ou simplesmente a observar como eu. Quando estava na faculdade até costumava estudar no autocarro. Hoje em dia contam-se pelos dedos de 1 mão as pessoas que lêem livros ou jornais em papel. Os smartphones dominam completamente a "paisagem". Outra coisa que mudou foi o aspecto dos meios de transporte. As carruagens dos comboios e do metropolitano estão mais agradáveis e bonitas. Uma coisa que se mantém é o não cumprimento de horários pelo menos na empresa que serve a (pequena) cidade onde vivo. Aliás, costuma-se dizer que os horários só existem para confirmar o atraso. 

Concluindo, gostei de voltar a andar de transportes públicos e, se fosse mais barato, até andava mais vezes. Claro que para quem tem um título de viagem mensal ou que compre conjuntos de viagens deve sair mais em conta mas para uma viagem isolada não é muito barato. Por exemplo, para eu ir de casa para o trabalho, uma viagem de pouco mais de 10 km em que a maior parte do percurso é uma recta, gasto € 2,25. Acho um bocadinho caro. Devia-se investir mais nos transportes públicos. Utilizar mais os transportes públicos em detrimento do transporte próprio é sinal de evolução.

E desse lado utilizam mais o carro ou outro meio de transporte nas vossas deslocações diárias?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 06:44

No creo em brujas, pero que las hay, las hay (parte II)

Sábado, 07.10.17

Lembram-se deste post? As bruxas continuam aqui a dar cabo da minha cabeça. Ontem foi a porta da rua que se avariou. Não abria. Convenci o A. a forçá-la e ficou pior. Deixou de fechar. Digam lá que não há bruxas. Ainda por cima engraçaram comigo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Charneca em flor às 07:51

No creo en brujas, pero que las hay, las hay

Sexta-feira, 29.09.17

madameminmagapatalogica.gif

Esta semana tem sido tão atribulada que até me parece mentira já ser 6a feira. Praticamente não passei por aqui. A minha semana teve uma reacção vagal de uma utente após administração de uma vacina, notas falsas, polícia, alarme a disparar durante a noite de serviço sem eu o conseguir desligar, programa informático a bloquear durante a mesma noite de serviço, ligar para o técnico às 2h da manhã, ficar 2 horas na rua porque não tinha chave, um admirador no instagram pessoal, um exame médico adiado depois de eu tomar o medicamento de preparação e por aí fora. Parece ou não parece bruxaria?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Charneca em flor às 07:28

Não se pode ir ao médico

Sexta-feira, 22.09.17

images.jpg

 

Desde que aconteceu aquele problema com os meus olhos que pensei que este ano tinha que tomar mais cuidado com a minha saúde. E  foi o que fiz. Comecei por marcar uma consulta de ginecologia para fazer a citologia, mamografia, análises e por aí fora. A consulta foi no fim de Junho, fiz os exames em Agosto e fui à consulta ontem.

Na mamografia e ecografia fiquei assustada porque me detectaram alguns microquistos e repetiram a mamografia porque o médico via uma mancha na mama esquerda. Felizmente verificou-se que não tinha significado.

Na ecografia ginecologica, o médico não disse grande coisa mas pela maneira que falou fiquei a achar que estava tudo bem.

Ontem voltei à consulta para mostrar os exames. As análises e a citologia estavam óptimas. Os microquistos na mama têm indicação para serem reavaliados daqui a 6 meses. Agora o pior foi a ecografia ginecológica. Tudo indica que tenho um pólipo. Vou ter que fazer um novo exame, histeriocopia, para confirmar e depois pode ser necessário fazer uma intervenção para retirar. 

As indicações de preparação para o exame deixaram-me um bocadinho apreensiva. 

Moral da história: Há 6 meses atrás, antes de começar a ir ao médico, estava óptima. Comecei ir a consultas e os médicos desataram a encontrar doenças. Se calhar, o melhor é não ir ao medico. 

 

P.S. - Estava a brincar, o melhor é mesmo ir ao médico com regularidade. Sejam saudáveis.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 08:05

Felicidades para ti, R.

Sexta-feira, 08.09.17

maio-mes-noivas-min.jpg

Hoje casa uma pessoa que foi uma das minhas amigas mais próximas. Por motivos que eu não consigo explicar, afastamo-nos. Como tal não fui convidada. E tenho pena. Assumo que pouco fiz para evitar esse afastamento. Não lhe telefono há muito tempo mas cheguei a enviar sms's no Natal ou no aniversário que ficaram sem resposta. Se formos a ver, a amizade é uma estrada com 2 sentidos e não uma via de sentido único. Na verdade, nenhuma de nós se tem metido à estrada. Numa das últimas vezes que nos vimos (na maternidade de visita a uma outra amiga em comum que tinha sido mãe) eu fiquei muito contente de a encontrar e ela tratou-me com frieza. Possivelmente, tanto eu como ela mudámos, em direcções opostas e talvez a nossa amizade já não fizesse sentido hoje. Mas mesmo assim gostava de a acompanhar neste dia tão especial, em nome de tudo aquilo que vivemos juntas, das lágrimas e dos sorrisos que partilhámos. Ela assim não entendeu. Acompanho-a na mesma, em espírito. Que sejas muito feliz, R.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 15:39

Grande argolada

Terça-feira, 05.09.17

Ontem meti o pé na argola, forte e feio. Fiquei mesmo incomodada com o sucedido. Espero que ninguém se ofenda com o que eu vou contar porque foi mesmo, mesmo sem intenção. Vou tentar explicar. Eu gabo-me de ser uma pessoa tolerante e respeitadora do direito que as pessoas têm de ser diferentes seja no que diz respeito a convicções políticas, religiosas, clubistícas ou orientação sexual. No entanto, uso, frequentemente, uma palavra que pode ser considerada ofensiva que é "mariquices" em frases como "deixa-te de mariquices" ou "não precisa de ter essas mariquices todas". Estão a ver o que quero dizer? 

Então ontem estava a comprar algum material para enfeitar o meu travel book. Quem me estava a atender era um rapaz que eu sei (com uma certeza de 99%) que é homossexual. Então não é que eu digo para o rapaz "não precisa de ter essas mariquices". Ele ficou calado durante uns segundos e eu, quando caí em mim, fiquei para morrer. Fiz-me de parva e continuei a falar. Mas fiquei tão aflita. Daqui para a frente vou fazer o propósito de não usar essa expressão. Nem que tenha que morder a língua.

Agora venha de lá a pancada virtual porque eu mereço. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 14:53

Como as tendências mudam

Quarta-feira, 09.08.17

Tantas permanentes que eu fiz nos anos 80/90 e hoje estou a fazer o meu primeiro alisamento. Dá para acreditar? É passar disto

jennifer-grey-e-a-franja-cacheada-nos-anos-80-1468

Para isto

19947-unido-ao-estilo-liso-o-aspecto-molhado-artic

 

Ai, moda, a quanto obrigas! Será que é desta que eu vou andar penteada todos os dias?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 10:29

Um domingo que sabe a férias

Segunda-feira, 07.08.17

20170806_152909.jpgEu gosto muito de viajar. De conhecer novas paisagens, novas culturas, novas aventuras. Mas o nosso país tem lugares maravilhosos, secretos (ou não). Este é um desses recantos, Lagoa de Óbidos. Aliás, numa área geográfica tão pequena, existem imensos motivos para uma visita mais demorada. Felizmente tenho tido a possibilidade de andar por aqui várias vezes. Falo da Lagoa de Óbidos, da vila medieval de Óbidos e da cidade de Caldas da Rainha. São lugares fantásticos onde é, sempre, possível ser muito feliz.

A Lagoa de Óbidos é o sistema lagunar mais extenso da nossa zona costeira. Esta parte da Lagoa é a minha preferida. Fomos só depois do almoço. Primeiro tomámos café no Covão dos Musaranhos num bar/restaurante com uma esplanada que tem uma vista privilegiada sobre a Lagoa. Depois fomos dar uma caminhada à volta daquele braço da Lagoa. Havia vento mas até sabia bem porque estava muito calor. A água estava agradável, pelo menos para molhar os pés, mas não chegámos a tomar banho.

Não é habitual andarmos por ali no mês de Agosto. A Lagoa estava menos silenciosa do que é habitual já que tinha sido "invadida" por pessoas. Gostava tanto que este paraíso não fosse tão popular. Em termos de paraísos na terra, sou um bocadinho egoísta.

20170806_145513.jpg

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 07:53

Actualização da minha visão

Quinta-feira, 06.07.17

Para quem tem acompanhado o meu problema ocular de que falei aqui. Há cerca de 1 mês fiz esta intervenção. Ontem aproveitei o facto de tirar o dia para ir ao médico para avaliar o resultado. Como diz uma das minhas colegas "quando se vai ao médico, não se leva relógio", estive lá a manhã toda. A consulta era às 10h e só fui atendida às  12h. Fiz novamente o exame OCT. As melhorias foram ligeiras. Acho que já consigo maquilhar o olho esquerdo. Quando ponho a lente de contacto no olho direito já consigo ver melhor para pôr a outra. Enfim, temos que ver pela positiva. Basicamente, eu tenho 43 anos mas os olhos já envelheceram bem mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 13:35


Mais sobre mim

foto do autor



Comentários recentes

  • Marta Elle

    É verdade, infelizmente.As famílias entram mais em...

  • Bruxa Mimi

    Sim, na minha escola costumamos fazer um almoço de...

  • A Hipster Chique

    Como o meu trabalho é feito mais por casa, eu fest...

  • Happy

    Ai o mais fácil é mesmo quando eles são pequeninos...

  • kamini

    Ora aí está uma iguaria natalícia que também comec...



subscrever feeds