Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

02
Dez20

Liga dos Campeões com um sabor especial

Charneca em flor

uefa.jpg

Logo à noite, quando começar o jogo da Liga dos Campeões entre a Juventus e  o Dínamo de Kiev, ir-se-á escrever uma nova página na luta pela igualdade de direitos entre homens e mulheres. Pela primeira vez um jogo desta competição será arbitrada por uma mulher, Stéphanie Frappart, de 36 anos. Já em 2019 tinha arbitrado o jogo da Supertaça da Europa. Será um bom sinal quando, um dia, estes factos deixarem de ser notícia.

02
Dez20

Blogmas 2020 - Broas Castelares

Charneca em flor

Entre os vários doces que se comem no Natal, hoje destaco os vários tipos de broas que se fazem nesta altura. Em 2017, no post relativo aos doces típicos de Natal, já abordei as broas de anis de que só ouvi falar, e provei, quando comecei a trabalhar. Aliás, lá na farmácia costumamos ter sempre essência de anis para os nossos utentes que fazem estas broas em casa ou para as pastelarias da zona.

broas-castelar.jpg

 

Mas as broas mais natalícias são as broas castelares. Segundo informações históricas, elas foram criadas pelos irmãos Castelar, proprietários da Confeitaria Francesa situada na Rua do Ouro na Baixa Lisboa, fundada no século 

A batata doce é a base deste pequeno bolo que aparece sempre nesta altura. Comprende-se assim a sua associação ao Natal uma vez que a batata-doce é mais frequente no Outono e no Inverno.

O que é engraçado é que não me parece uma iguaria muito apreciada, pelo menos no círculo de pessoas que eu conheço. De onde terá vindo a sua fama?

E desse lado? Há apreciadores?

01
Dez20

Blogmas 2020 - Costumes Natalícios

Vinho quente

Charneca em flor

Este ano estava indecisa em fazer um Blogmas mas vi uma notícia que me inspirou. Não sei se vou conseguir cumprir o desafio de escrever todos os dias mas vou tentar. As temáticas serão hábitos e costumes natalícios dos quais ainda não falei em anos anteriores. Já faço blogmas desde 2017. Nas tags deste post vou deixar as tags dos blogmas anteriores para que os possam descobrir.

A notícia que me inspirou foi a adaptação dos Mercados de Natal, penso que na Alemanha, à pandemia. Nas imagens, as pessoas visitavam os Mercados em formato drive-in para irem buscar copos com uma bebida típica desta época

vinho-quente-receita-02.jpg

Sempre que tive oportunidade de visitar algum Mercado de Natal no centro da Europa reparei que há um grande entusiasmo com uma bebida fumegante. Refiro-me ao vinho quente. Só provei uma vez, em Trento. Não compreendi o fascínio, sinceramente. 

Esta tradição existe em vários países e cada qual tem a sua receita embora a base seja o vinho aquecido com especiarias como a canela, o cravinho, o cardamomo ou flor de anis. Depois há países onde se acrescenta limão, laranja ou frutos secos.

Segundo consegui descobrir, este hábito remonta à antiguidade grega e era uma forma de aproveitar o vinho que já não estava em muito boas condições ao mesmo tempo que usufruíam do poder medicinal das plantas aromáticas e especiarias.

Embora eu não tenha apreciado, não deixa de ser uma boa forma de as pessoas se aquecerem num dia frio de Inverno. Eu preferia um chá mas enfim.

30
Nov20

Eu não me importo, Carolina Deslandes

Charneca em flor

A música serve  vários propósitos. Um deles, provavelmente o principal, é entreter. No entanto, também poderá ser um veículo para transmitir uma mensagem. E foi isso que fez Carolina Deslandes. Esta jovem cantora,e autora, não é uma personalidade consensual. Não são poucas as vezes que as suas publicações nas redes sociais geram reacções de crítica e mesmo ódio. Como resposta a essas situações, surge esta música

Este tema faz parte do EP lançado nos últimos dias cujas músicas são parte integrante de um outro projecto de Carolina Deslandes, a curta-metragem "Mulher", a qual escreveu em co-autoria com Filipe Correia dos Santos. Neste vídeo, realizado por Filipe Correia dos Santos, de cerca de 30 minutos chama-se a atenção para o tema da violência sobre as mulheres. É arrepiante mas recomendo

 

Boa semana 

 

 

26
Nov20

Dúvidas existenciais

Charneca em flor

Há uma série de dúvidas que me tem assaltado o espírito, ultimamente. Passo a elencar:

  • Os negacionistas da pandemia são as mesmas pessoas que acreditam que a Terra é plana e que a chegada do Homem à Lua foi uma encenação filmada algures nos Estados Unidos da América?
  • Também serão do clube anti-vacinas?
  • Surgiram agora ou sempre existiram?
  • Estariam escondidos debaixo de que pedra? Ou em que gruta?
  • Serão assim tantos que justifiquem a atenção da comunicação social, dos humoristas e a minha própria atenção?
  • Os "médicos pela verdade" tiraram o curso aonde? Na escola da vida ou na Farinha Amparo?
  • A existência dos "jornalistas pela verdade" implica que todos os outros são pela mentira? Acredito que até um adolescente que escreva para o jornal de parede da escola tem mais ética profissional do que estes pseudojornalistas.

Eu já desconfiava que havia muita gente descompensada à solta mas a pandemia, e tudo o que a rodeia, intensificou a loucura que anda por aí.

 

25
Nov20

Há coisas que nunca mudam

Charneca em flor

Os anos passam, vou ficando mais velha, entra em cena uma pandemia que modificou a minha vida diária tal como a de toda a gente mas há coisas que nunca mudam. E isso até me dá um certo conforto, um quentinho na alma. Porque pode ser um certo contraponto, o normal de sempre versus o novo normal. E uma das coisas que nunca muda é a minha natureza saudavelmente despistada. Sim, já entrei num supermercado sem máscara mas isso acontece a toda a gente. Mas o disparate que eu cometi aqui há dias, só distraídas mais requintadas, como eu, são capazes de fazer.

Eu precisava de um amaciador para o cabelo. Estava na farmácia onde trabalho ao fim do dia e aproveitei para ir olhar para as prateleiras dos produtos capilares para escolher o produto com a melhor relação qualidade/preço. E escolhi rapidamente o produto que está na imagem

20201125_003825.jpg

Como podem ver, diz champô no rótulo bem como " shampooing" em toda a embalagem o que quer dizer que, provavelmente, é um champô . Acontece que as embalagens de champô desta marca costumam ter outro formato e os amaciadores é que vêm em bisnagas.  Eu peguei no produto, cheia de confiança, e nem olhei para ele.

E quando é que eu percebi o erro?!

Ora estava eu a lavar o cabelo com o meu champô, passo por água e pego no suposto amaciador e ponho no cabelo. Só que, estranhamente, começa a fazer espuma . É nesse momento que eu olho bem para a bisnaga e percebo a burrada que tinha feito. 

Agora tenho 2 champôs e nenhum amaciador mas continuo a doida de sempre .

 

Mais sobre mim

foto do autor

Links

Vale a pena espreitar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Blogs de Portugal