Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

11
Ago17

Diana de Gales e o seu legado

Charneca em flor

 

Ontem emocionei-me ao ver o documentário "Diana, Our mother and her legacy" na SIC. Diana de Gales foi uma das primeiras figuras que idolatrei, ainda mais quando descobri que fazíamos anos na mesma altura. Uma das minhas memórias mais antigas é a transmissão do seu casamento com o Príncipe Carlos. Tinha 7 anos e ainda acreditava em contos de fadas e finais felizes. O vestido de noiva era maravilhoso, digno de uma princesa. Fui sempre acompanhando a vida de Diana. Nasceram os filhos, viram-se imagens sorridentes e parecia feliz como as princesas das histórias. Como se sabe foi uma felicidade efémera. Mais tarde, veio a separação e o divórcio. Diana perdeu o título de Alteza Real. Parecia que ia deixar de ter importância na vida pública mas foi aí que Diana desabrochou. Quando vemos imagens pós-divórcio, Diana parece muito mais segura de si do que durante o casamento. Infelizmente morreu muito nova, 36 anos, em circunstâncias trágicas perseguida pelos paparazzi. Foi há 20 anos e os filhos acharam que era a altura ideal para abrirem o coração e falarem, não da mulher pública, mas da mãe. Falaram, não como membros de uma família real, não como figuras que aparecem nas revistas, mas como 2 filhos que perderam a mãe cedo demais.

A dada altura, William diz algo como "Estou solidário com todos aqueles que perderam entes queridos. Cria uma ligação. É um clube muito triste a que ninguém quer pertencer." E tem toda a razão. Lembro-me da manhã de domingo que trouxe a notícia da morte de Diana de Gales. Um dos meus primeiros pensamentos foi mesmo sentir uma ligação com eles, com os filhos que tinham quase a mesma idade quando perdi o meu pai, alguns anos antes. Sim, William, perdet alguém cria uma ligação com todos aqueles que também já choram uma perda. 

Obrigada, William e Harry, pela partilha.

07
Ago17

Um domingo que sabe a férias

Charneca em flor

20170806_152909.jpgEu gosto muito de viajar. De conhecer novas paisagens, novas culturas, novas aventuras. Mas o nosso país tem lugares maravilhosos, secretos (ou não). Este é um desses recantos, Lagoa de Óbidos. Aliás, numa área geográfica tão pequena, existem imensos motivos para uma visita mais demorada. Felizmente tenho tido a possibilidade de andar por aqui várias vezes. Falo da Lagoa de Óbidos, da vila medieval de Óbidos e da cidade de Caldas da Rainha. São lugares fantásticos onde é, sempre, possível ser muito feliz.

A Lagoa de Óbidos é o sistema lagunar mais extenso da nossa zona costeira. Esta parte da Lagoa é a minha preferida. Fomos só depois do almoço. Primeiro tomámos café no Covão dos Musaranhos num bar/restaurante com uma esplanada que tem uma vista privilegiada sobre a Lagoa. Depois fomos dar uma caminhada à volta daquele braço da Lagoa. Havia vento mas até sabia bem porque estava muito calor. A água estava agradável, pelo menos para molhar os pés, mas não chegámos a tomar banho.

Não é habitual andarmos por ali no mês de Agosto. A Lagoa estava menos silenciosa do que é habitual já que tinha sido "invadida" por pessoas. Gostava tanto que este paraíso não fosse tão popular. Em termos de paraísos na terra, sou um bocadinho egoísta.

20170806_145513.jpg

 

 

 

 

 

06
Ago17

Desafio #365 fotos 2017 - Semana 30

Charneca em flor

CollageMaker_20170806_103217634.jpg

 

Mais uma semana que acaba e eu estou quase a ir de férias yeah!!!

Então assim foi a minha semana:

1 - Domingo fui à praia mas estava muito vento por isso fiquei a esplanar.

2 - Na 2ªfeira parecia que estava a chegar o Outono. Que dia cinzento. Tive que ir aos CTT para pagar portagens do fim-de-semana que passei na zona de Proença-a-Nova. Aproveitei para fotografar mais um monumento aos homens do campo.Desta feita trata-se da homenagem ao campino. O campino é uma figura típica do Ribatejo. O seu trabalho consiste em  tratar e acompanhar os toiros de lide. Antigamente faziam esse trabalho a cavalo. Agora têm meios de locumoção mais motorizados. Oscampinos mais velhos são alvo de homenagens em várias das festas populares aqui da zona.

3 - Adoro as peças-chave desta estação.Os quimonos são a minha perdição. Este é curto. Um dia destes mostro outra versão mais comprida.

4 - 4ª feira foi o dia em vi um despiste de moto à minha frente como conto aqui. Tive que fazer uso destas coisitas. É sempre um pesadelo monar o triângulo.

5 - Outra peça que adquiri este Verão, os vestidos compridos são outra das minhas perdições.

6 - A cidade onde trabalho têm edifícios, e recantos, lindíssimos. Gosto muito de azulejos antigos. Este edifício é um dos ícones da cidade.

7 - Ontem a cidade onde trabalho e uma grande parte da minha região foi o palco da 1ª etapa da Volta a Portugal. Os ciclistas andaram por estradas que conheço muito, muito bem, por onde passei inúmeras vezes. Aqui pode-se ver a partida.

 

Um óptimo domingo para todos e uma excelente semana.

 

05
Ago17

Zoodles no supermercado

Charneca em flor

Gosto muito de courgete. Faz parte na minha alimentação quotidiana. Uma das minhas maneiras preferidas de a consumir é na forma de zoodles, uma espécie de esparguete de courgete. Para fazer isso é preciso um espirilizador como este

20170330_071724.jpg

É muito fácil e rápido de usar. Quer dizer, faz doer a mão mas não é nada que não se possa suportar. Por isso qual não é a minha surpresa quando descobri que havia, no supermercado, embalagens com zoodles já espirilizado. Também há uns pacotes com abóbora espirilizada. Oh, mi ha gente, é tudo pela lei do menor esforço. Não deve ter gracinha nenhuma. Os zoodles são bons e crocantes acabados de fazer. Agora embalados?! Também há uma versão de esparguete de abóbora. Esses nunca fiz mas acredito fazer com o tal instrumento. 

Caminhamos mesmo para uma sociedade onde o que impera é a lei do menor esforço?!

03
Ago17

Civismo?! O que é isso?!

Charneca em flor

Ontem tive um fim de dia algo atribulado. Quando saí do trabalho, fui a uma estação de serviço para verificar a pressão dos pneus. Sigo as instruções mas o diabo do pneu em vez de encher, foi ficando cada vez mais vazio. Moral da história, a válvula estava fechada e então não estava a funcionar. Valeu-me a ajuda do funcionário da estação de serviço senão ainda lá estava. 

moto.jpg

 

Posto isto, lá vinha eu, calmamente, para casa. Há minha frente vinha um carro ligeiro e mais à frente um veículo pesado. Iamos a passar numa espécie de cruzamento. Surge uma mota que nos tenta ultrapassar. De repente, o condutor da mota despista-se, salta da mota e cai, de joelhos  no chão junto ao camião. Apanhei um susto daqueles. Num primeiro momento até pensei que tinha batido no camião. Obviamente tive que parar o carro. O motociclista conseguiu levantar-se e saiu do meu campo de visão. O camião também continuava parado. Todos os outros condutores começaram a ultrapassar e foram embora. Ninguém tentou ajudar, ninguém. Eu também pensei em seguir o meu caminho mas não fui capaz. Vesti o colete, deixei os 4 piscas ligados e fui ver se precisavam de ajuda. Fui eu que acabei por ligar para o 112. As outras pessoas continuaram a passar sem fazer qualquer menção de oferecer ajuda. Ninguém se pôs no lugar daquele homem. Só vim embora depois da chegada da ambulância. Foram rápidos tendo em conta que era hora de ponta e felizmente os ferimentos não pareciam graves. Só a minha fé na humanidade é que ficou ferida a sério.

02
Ago17

Partimos a pedra com Tiago Bettencourt

Charneca em flor

 

E se o vento empurrar,

nossas velas vão mudar

Deixando-nos levar

Acertando a direcção 

E se o medo nos ferir

Bem para além da razão 

Aprendendo a seguir

Acertando a direcção 

 

Adoro este refrão. Mais um dia a partir pedra em contagem decrescente até às férias. Um bom dia de trabalho ou de férias para os sortudos.

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs de Portugal