Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

30
Mar18

Desafio das 52 semanas - semana 13

Charneca em flor

20817683_bPD0p.jpeg

 

A linha do tempo não pára  e o ano já começou há 3 meses. Pensei que não seria capaz de levar este compromisso até ao fim mas eis-me aqui. E hoje estou aqui para partilhar convosco o que me deixa envergonhada.

Na adolescência, bastava um rapaz para mim para eu ficar envergonhada. Ainda por cima, sou absolutamente transparente já que nessas situações ficava vermelha como um tomate. Felizmente, esta situação já não se verifica. Seria um problema porque passo o dia a falar com pessoas.

Know-if-a-Shy-Girl-Likes-You-at-School-Step-4-Vers

 

Hoje em dia, fico envergonhada quando me querem pôr a falar sobre a minha intimidade. 

A nível profissional, fico envergonhada quando cometo algum tipo de erro. Antigamente acontecia com muita frequência mas como tenho consciência que sou muito distraída tenho tentado melhorar mas, de vez em quando, lá me esqueço de encomendar alguma coisa urgente e é im sarilho.

Outra coisa que me deixa envergonhada, a nível profissional, é não conseguir resolver um problema mesmo quando não depende só de  mim. Tenho vergonha de como o sector do medicamento desevoluiu ao longo dos quase 19 anos que levo de vida profissional.

Tenho vergonha das condições sub-humanas em que vivem tantas pessoas ainda hoje no século  XXI.

Tenho vergonha da sociedade egoísta que temos vindo a construir ao longo destes anos de evolução tecnológica. Podemos conectar com todo o mundo mas não olhamos para quem está ao nosso lado.

26
Mar18

"Mercy" pour Madame Monsieur

Charneca em flor

 

2a feira é dia de música aqui no blogue. Continuo a mostrar algumas das minhas músicas preferidas de entre as que estarão em Maio em Lisboa para o Festival da Eurovisão. Desta feita trago-vos a representação francesa. "Mercy" será interpretada por Madame Monsieur. O videoclip está muito bem conseguido, na minha opinião, com imagens de várias cidades europeias com os refugiados como personagens principais. Aliás, esse é o tema da letra da música francesa. Se perceberem francês aqui está:

 

Je suis née ce matin
Je m’appelle Mercy
Au milieu de la mer
Entre deux pays, Mercy

C’était un long chemin et Maman l’a pris
Elle m’avait dans la peau, huit mois et demi
Oh oui, huit mois et demi

On a quitté la maison, c’était la guerre
Sûr qu’elle avait raison, y’avait rien à perdre
Oh non, excepté la vie

Je suis née ce matin
Je m’appelle Mercy
On m’a tendu la main
Et je suis en vie
Je suis tous ces enfants
Que la mer a pris
Je vivrai cent mille ans
Je m’appelle Mercy

Et là devant nos yeux y’avait l’ennemie
Une immensité bleue peut-être infinie
Mais oui, on en connaissait le prix

Surgissant d’une vague, un navire ami
A redonné sa chance à notre survie
C’est là, que j’ai poussé mon premier criJe suis née ce matin
Je m’appelle Mercy
On m’a tendu la main
Et je suis en vie
Je suis tous ces enfants
Que la mer a pris
Je vivrai cent mille ans
Je m’appelle MercyJe suis née ce matin
Je m’appelle MercyMercy, Mercy, je vais bien merci
Mercy, Mercy, je vais bien merci
Mercy, Mercy, je vais bien merci
Mercy, Mercy, je vais bien merci
25
Mar18

Foto da semana #12

Charneca em flor

IMG_20180318_204720.jpg

Esta semana o Instagram do blogue não foi tão alimentado como é habitual. Há semanas assim, atribuladas. Assim a foto mais votada foi esta onde aparece um dos meus objectos preferidos principalmente se estiver recheada. A minha bombonière foi recheada no domingo passado com alguns bombons Lindt e outros de marca branca. Foram comprados numa superfície comercial que vendem alguns produtos deste tipo a granel. Os bombons Lindt fazem-me regressar à minha última viagem aos Alpes com uma pequena passagem por St. Moritz onde também comprei uns chocolatinhos deste género.

 

 

24
Mar18

Desafio das 52 semanas - semana 12

Charneca em flor

20817683_bPD0p.jpeg

Esta semana chego atrasada ao desafio das 52 semanas. Infelizmente por um motivo triste, um funeral. Embora fosse uma partida esperada, a despedida nunca é fácil. 

Agora mãos, e pensamento, à obra. Hoje vou partilhar as coisas que se podem fazer quando está frio.

Um programa clássico é ficar aconchegada no sofá, com uma mantinha, a lareira acesa e um chá bem quentinho. 

Mas, no Inverno português, também se pode aproveitar os dias de sol, mesmo frios, para ficar numa esplanada. Mesmo quando as temperaturas são baixas, é bom ficar a apanhar sol. Aliás é óptimo aproveitar todos os momentos em que o sol brilha, na verdade.

O tempo frio também me leva a fazer bolos ou outros pratos de forno. Sempre é uma forma de aquecer a cozinha.

Tricot é outra coisa que faço mais facilmente quando está frio. Quando começa a ficar calor, faz-me alguma impressão mexer em lã.

Uma das coisas mais óbvias a fazer no frio é vestir muita roupa e bem quentinha. Fazendas e lãs são os materiais que prefiro. Este ano adorei a moda da roupa de pêlo. No Inverno, as luvas, os cachecóis, as golas em lã e as camisolas de gola alta são as peças que não podem faltar no meu guarda-roupa.

 

Bom fim-de-semana.

22
Mar18

O assobiador

Charneca em flor

sobreiro-assobiador-site.jpg

 

Este pequeno retângulo à beira-mar plantado está mesmo numa maré vendedora. Depois de Guterres para a ONU, do Europeu de Futebol, do Europeu de Futsal, do Festival da Eurovisão e das inúmeras vitórias e destaques na área do turismo and soon and soon, agora ganhámos mais uma competição. Desta vez foi uma árvore portuguesa que ganhou o título de Árvore Europeia do Ano de 2018. Para ser franca só ouvi falar deste concurso há pouco tempo, desde que o sobreiro português "O assobiador" era um dos favoritos para a vitória. 

Com esta iniciativa pretende-se premiar árvores que contam histórias nos vários países da Europa.

"O assobiador" já foi inscrito como o o maior sobreiro no Livro do Guiness, tem 234 anos e deve o seu nome ao som entoado pelas inúmeras aves que se acolhem nos seus ramos.

Espero que estas iniciativas sejam aproveitadas para chamar a atenção para a necessidade de cuidar bem das nossas árvores.

19
Mar18

Storm por SuRie

Charneca em flor

 

Durante as próximas semanas,  nesta rubrica "Música à segunda", vou partilhar algumas das músicas que vão participar no Festival da Eurovisão que este ano se realiza em Lisboa. Começo pela música representante do Reino Unido. Não é das que está mais bem cotada mas é um das minhas preferidas. 

media_151730343093858700.png

 

16
Mar18

Desafio das 52 semanas - semana 11

Charneca em flor

20817683_bPD0p.jpeg

 

O tema da Tag 52 semanas transporta-nos ao passado. Vou tentar completar a frase "Os meus brinquedos favoritos na infância eram..."

Não tenho uma memória muito nítida da minha infância. Imagino que seja porque a  minha vida foi marcada pela morte do meu pai quando eu tinha 14 anos. Tudo o que aconteceu antes desse acontecimento ficou um pouco desfocado. 

Lembro-me de adorar brincar com uma boneca grande que nem era minha, era da minha mãe. Era uma boneca típica dos anos 70, tinha cerca de 40/50 cm e um vestido de renda. Ou seja, quando comecei a brincar com ela éramos quase do mesmo tamanho. A minha brincadeira preferida era fazer de conta que era médica e a boneca era a doente. Coitada, tinha sempre a cabeça preferida.

Outra brincadeira gira era pôr um cordel preso nas pernas das cadeiras da sala de jantar e "estender" a roupa das bonecas. A imaginação das crianças não tem limites e transforma pernas de cadeiras, cordéis e molas em brinquedos.

Tambem me recordo de, ainda bem pequena, adorar um puzzle daqueles com cubos de madeira. Brincava tanto com ele que os desenhos já quase não se viam.

Quando ia brincar para casa do meu primo, não tinha problema nenhum em me divertir com carrinhos dele. Uma das nossas brincadeiras era pôr os carrinhos todos em fila (e se eram muitos). Era um engarrafamento a caminho da Praia da Figueirinha em Setúbal o que acontecia com alguma frequência nos idos anos 70 e 80.

Ou o peluche da Abelha Maia que tinha asas e tudo. O que nós voavamos juntas.

E não posso esquecer os livros. Esses faziam mesmo muito, muito feliz.

Que saudades desse tempo em que eu via o mundo com lentes cor de rosa.

12
Mar18

Ok, Robin Schulz (feat. James Blunt)

Charneca em flor

 

Uma música animada para alegrar a vossa segunda-feira. Ouçam bem a letra.

Quando tudo se desmorona à nossa volta, só queremos ouvir que tudo ficará bem é mais ou menos isso que Robin Schulz e James Blunt nos dizem.

 

P.S. - Por aqui, a única coisa que ameaça desmoronar é uma pilha de roupa que eu tenho ali para arrumar.

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Desafio

Desafio

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs de Portugal