Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

30
Jun19

Foto da semana #26

Charneca em flor

Esta semana, a foto da semana chega em dose dupla. No instagram houve 2 fotos que ficaram empatadas em termos de ❤. Assim sendo as fotos da semana são 

IMG_20190623_205542_857.jpg

A francesinha que comi no São João do Porto no ano passado.

Jantei no Mercado Municipal Beira-Rio em Vila Nova de Gaia e fui surpreendida pelo Primeiro-Ministro António Costa que andava por ali de visita.

A outra foto foi esta

IMG_20190626_184131_963.jpg

O efeito das gotas de água nas folhas verdes

Esta imagem foi captada na 4a feira pela hora do almoço, depois da chuvinha que caiu na 4a. feira de manhã.

Bom domingo.

 

 

29
Jun19

Que valor damos ao dinheiro?

Charneca em flor

O valor que cada um de nós dá ao seu dinheiro é muito relativo. Ainda ontem falávamos sobre isso no meu trabalho. Eu sou incapaz de gastar muito dinheiro num telemóvel, por exemplo, ou numa bimby.

Reconheço que quer um objecto quer outro poderão ser muito úteis. Como eu sou uma desastrada, se comprasse um iphone de € 700, arriscava-me a parti-lo e era um prejuízo. Já aconteceu com um telemóvel de € 200. Presumo que seja tão fácil partir um de 700 euros como foi partir um de 200 euros. A bimby não se adequa ao meu estilo de vida embora até pudesse ser útil em algumas situações mas não faria uma utilização intensiva da máquina que justificasse o investimento.

Automóveis é outra coisa que não dou grande valor. Tudo o que passa de € 14 000 ou € 15 000 já é caro demais. Anda e é relativamente seguro? Siga.

Já se for para gastar numa viagem, num fim de semana ou num bom par de ténis, contem comigo.

Isto veio a propósito de uns objectos decorativos em biscuit, da Vista Alegre, que a minha patroa comprou. Podem ser bonitos, sim senhor, mas o dinheiro que custaram davam para fazer uma escapadinha aos Açores ou à Madeira. Muito mais bem empregue.

E vocês? Mais depressa gastavam dinheiro em experiências ou em objectos?

28
Jun19

Prédio da discórdia

Charneca em flor

De tempos a tempos, o prédio Coutinho em Viana do Castelo aparece nos noticiários. 

prédio.jpg

A história deste edifício começou nos anos 70 e é conhecido por prédio Coutinho porque foi construído por Fernando Coutinho que na altura era emigrante no Zaire. Ao que parece a construção respeitou a volumetria estabelecida pelo concurso público mas nunca foi consensual. O que se compreende pela observação da imagem. O edifício é, sem dúvida, um mamarracho e que não se enquadra no centro histórico da cidade. Está para ser demolido desde o início deste século. A Câmara Municipal de Viana do Castelo pretende requalificar a zona e construir o novo Mercado Municipal da cidade. Em 2005 foi publicado em Diário da República , "a declaração de utilidade pública da expropriação do prédio." Nunca houve acordo entre os proprietários, o Governo e a autarquia sobre a expropriação. Os proprietários têm tentado impedir a demolição através de providências cautelares.

Actualmente, a situação está a chegar a um duro impasse. O prédio Coutinho já chegou a ter 300 moradores mas só restam 11. A maioria dos moradores aceitaram os acordos propostos embora haja fracções que tenham sido adquiridas através de processos litigiosos.

699478.png

 

As 11 pessoas que continuam no prédio por não aceitarem as indemnizações propostas e não quererem ficarem sem as suas casas. A entidade que detém a propriedade legal do edifício, a VianaPólis, mandou cortar a água, a luz e o gás. Mandou colocar grades e seguranças à porta de modo a que ninguém possa entrar no prédio. As pessoas que restam serão todas idosas. Os familiares não podem ir vê-las nem podem fazer entrar comida ou outros bens no prédio. O filho de um dos moradores tentou fazer chegar comida ao pai através de 1 saco e de 1 corda.

Será lícito fazer isto com as pessoas?! Pode-se tratar assim pessoas, maioritariamente, idosas num estado de direito? 

A situação destas pessoas choca-me muito. Compreendo que o prédio nunca deveria ter sido construído mas não sei se é justo tirar as casas às pessoas sem lhes dar o justo valor. 

Temo que isto tudo ainda vá dar origem a uma tragédia.

 

Pág. 1/9

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs de Portugal