Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

05
Jul18

Hoje é dia de festa 🎂

Charneca em flor

IMG_20180703_205531.jpg

 

Hoje é o meu dia. Faço 44 anos.
44? Não pode ser. Vou verificar no Cartão de Cidadão. Olha é mesmo verdade. Não posso acreditar não me sinto com mais de 22 .
Agora, a sério. Não me importo nada de fazer 44 anos. É um número giro. E sou muito mais feliz agora do que quando tinha metade da minha idade. Gosto muito mais de mim mas mantenho ainda algumas coisas da juventude como a incrível tendência para o disparate e o espanto perante a maldade humana.
Nos últimos dias tenho reflectido sobre a vida, inevitável mania dos primeiros dias de Julho. Cheguei à conclusão que, sempre que a minha idade termina em “4”, esse ano fica marcado na memória. Senão vejamos:


4 anos – começamos bem, este não me lembro.

14 anos – perdi o meu pai.

24 anos – terminei a parte teórica do meu curso, fiz a bênção das fitas e comecei o estágio na mesma farmácia onde trabalho até hoje.

34 anos – ainda não tinha 34 anos mas foi nesse ano que conheci o A., o meu companheiro nesta viagem que é a vida. Também foi o ano em que fiz a minha primeira viagem de avião. Foi até aos Açores onde vive a minha melhor amiga. Foi também nesse ano que comecei a viajar com o A., uma roadtrip pelo Norte de Espanha em Agosto e Londres em Dezembro. Fui picada pelo bichinho das viagens e nunca me curei até hoje.


O que será que os 44 me reservam?

03
Jul18

Madonna, Medina e o estacionamento

Charneca em flor

645777.png

 

Esta história do estacionamento cedido pela Câmara Municipal de Lisboa (CML) à Madonna é uma grande parolice, não é?

Primeiro, o acordo já existe desde Janeiro. Como é que só foi conhecido agora?

Segundo, a subserviência das instituições públicas perante famosos é gritante. Aqui há meses, a anterior Ministra da Administração Interna recebeu Madonna em privado, alegadamente, para discutir a possibilidade de acelerar o visto de permanência da senhora. Agora é a CML que cede um terreno para a Sôdona Madonna estacionar os carritos. Todos as 15 viaturas de que ela precisa para viver em Lisboa (!). À primeira vista podíamos pensar que era um excelente negócio para a CML mas, afinal, vai pagar só 750 €. Eu acho escandalosamente barato, até porque a localização é relativamente central (Rua das Janelas Verdes). Coitada, como está a ter muitas despesas nas obras de remodelação do Palacete Ramalhete, a CML achou por bem fazer um desconto à senhora.

palacio-ramalhete-lisboa-madonna-by-02-e1530460312

 

 

Terceiro, a comunicação social dá demasiada importância a estas personagens. Mas que importância tem a Madonna, hoje, no panorama musical? Quantas músicas conhecem da Madonna? Não vale dizer o Like a Virgin.

Quarto, há sempre pessoas, como eu, que vêem e lêem estas notícias. Também somos um bocadinho parolos, não é verdade?

 

P.S. - Continuem a estender a passadeira vermelha para todos os estrangeiros e a enxotar os que cá vivem, e pagam impostos desde sempre, que vão longe. Se Lisboa, e Portugal, não tiver qualidade de vida para os que cá vivem, também deixar de ter qualidade de vida para os que vêm de fora. Mais tarde ou mais cedo...

01
Jul18

Foto da semana #26

Charneca em flor

IMG_20180623_221012.jpg

 

Tecnicamente, esta imagem não é grande coisa mas tem uma história por trás. No passado fim de semana, fui ao São João do Porto. Foi a primeira vez e foi uma aventura. Fomos pela Rede Expresso, chegámos ao fim da tarde e voltámos para Lisboa no domingo de manhãzinha. 

Adorei. Achei muito giro as pessoas, sem se conhecerem de lado nenhum, darem marteladas uns aos outros. Ao fim da noite já me doía a cabeça. O fogo de artifício visto de Vila Nova de Gaia foi mesmo, mesmo fantástico. Outra tradição gira é esta dos balões de São João. Parecia que o céu tinha ainda mais estrelas do que habitualmente. E estrelas muito menos distantes. Acender o balão de papel e fazê-lo subir não é nada fácil. Foi o que aconteceu a este balão. Por pouco entrava por aquelas janelas abertas. Foi contra a parede, ia caindo na esplanada que estava em baixo  mas, finalmente, conseguiu subir e iluminar o céu.

29
Jun18

52 semanas - semana 26

Charneca em flor

Eis que chegámos a meio do ano. O que quer dizer que este desafio também vai a meio. E hoje vou completar esta frase:

Se eu pudesse mudar de profissão, eu seria…

Antes de completar esta frase, vou já afirmar que adoro a minha profissão. Há dias menos bons e muito cansativos mas, mesmo quase 20 anos depois, continuo a sentir-me feliz como farmacêutica. 

303bb313-ff4e-4da7-b043-0bb71fb7dc98_LARGE.jpg

 

No entanto, há 2 profissões que, imagino eu, também me fariam feliz:

... escritora. Este era um dos meus desejos da adolescência. Como sempre gostei de ler, adorava ter tido a capacidade de fazer os leitores sonharem ou viajarem pelas minhas histórias como os autores dos livros que eu lia me faziam sonhar a mim. Sempre tive tantas histórias na cabeça. Quem sabe um dia, ainda faço um curso de escrita criativa.

1479561686_540349_1479561785_noticia_normal.jpg

... viajante profissional. Esta hipotética profissão tem alguma relação com a anterior. O que eu gostava de ganhar a vida a viajar e depois contar as experiências que ia vivendo. Ou quem sabe, fazer um programa de televisão sobre viagens em que andava pelo mundo de aventura em aventura. Alguém interessado em patrocinar este meu desejo?!

depositphotos_126367076-stock-photo-woman-walking-

 

28
Jun18

Ai, Lisboa, Lisboa minha

Charneca em flor

Ontem à noite fui, mais uma vez, a Lisboa para assistir a uma conferência. O local é mesmo no centro de Lisboa, perto do Chiado. Era uma noite a meio da semana, relembro. E as ruad estavam cheias, cheias de pessoas. Imagino que a grande maioria seriam turistas. Já aqui falei deste assunto. Lisboa foi completa e exageradamente invadida. Acredito que este movimento será positivo para os operadores económicos da área do turismo mas tudo o que é demais...

Já não reconheço a cidade dos meus tempos da faculdade. É verdade que passaram 20 anos e que, em certos aspectos, Lisboa está francamente melhor. Infelizmente são cada vez menos os portugueses e os lisboetas que usufruem dela. 

atardecer.jpg

 

Nesse tempo longínquo em que eu ia todos os dias para Lisboa, haveria muitos comerciantes locais em dificuldades. Poderia-se pensar que agora estariam todos esses negócios antigos, alguns centenários, a prosperar. Mas, ao que parece, há cada vez mais lojas históricas a fechar. Uma das próximas a fechar é a icónica Pastelaria Suiça no Rossio. A Pastelaria Suiça é quase centenária já que foi fundada em 1922. Segundo parece, todo o quarteirão onde se situa a referida pastelaria foi comprado por um fundo imobiliário. Não acredito que este estabelecimento estivesse a ter prejuízo. Se estava sempre cheia antes, agora com tanta gente pelas ruas, deveria estar a abarrotar. Os preços não eram muito convidativos para a carteira de muitos portugueses, é uma verdade, mas já se sabe que há que pagar o enquadramento. Quando tomamos um café ou uma refeição com vista para o mar também se paga mais. Não será o único estabelecimento de Lisboa a fechar portas mesmo com a aprovação pela Câmara de mais 44 lojas classificadas como "Lojas com história" o que lhes confere uma maior defesa contra o encerramento. Mas há factores que não se conseguem ultrapassar. Se os proprietários já não quiserem continuar, por exemplo, pouco se pode fazer.

Na altura das Marchas Populares, também foi dito que a maioria dos participantes já não moram nos bairros típicos pelos quais concorrem. Também em Alfama fechará a última mercearia típica que ainda resiste. O prédio está degradado, é certo mas foi comprado, adivinhem lá, por um estrangeiro.

Dentro de pouco, Lisboa perderá tudo o que é típico, perderá a sua principal riqueza, os lisboetas, perderá os turistas porque se tornará numa cidade igual a todas as outras. Acontecerá a tal gentrificação, esse palavrão que entrou no nosso vocabulário.

Lisboa já começa a deixar de ser a minha cidade.

25
Jun18

Noite de São João por Gisela João

Charneca em flor

Hoje partilho uma música que já não é recente uma vez que pertence ao álbum "Nua" de 2016 da Gisela João. E já chega um pouco atrasada porque a Noite de São João foi há 2 dias mas o mês dos Santos Populares ainda não chegou ao fim, não é verdade?! E, aliás, eu vivi este fim-de-semana, a minha noite de São João no Porto e fiquei fascinada. Assim deixo-vos com esta Noite de São João com a letra de brilhante portuense, Capicua.

 

24
Jun18

Foto da semana #25

Charneca em flor

IMG_20180622_083259.jpg

A Estação do Oriente é a foto desta semana. Na passada 6a feira, tive uma formação em Lisboa e, como o hotel era perto da Estação de Sete Rios, optei por ir de comboio. Como perdi o comboio que ia directamente da minha estação para Sete Rios, tive que mudar na Estação do Oriente. Quando está mau tempo, esta estação não é o sítio mais agradável mas temos que reconhecer que é uma bela obra de arquitectura enquanto objecto artístico. Enquanto funcional e confortável para os seus utilizadores, isso já é outra conversa.

 Boa semana.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Desafio

Desafio

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs de Portugal