Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

23
Jul19

Gosto de dar sem que me peçam

Charneca em flor

A proprietária da farmácia onde trabalho decidiu fazer uns sacos reutilizáveis bem bonitos, por sinal. Os sacos são branquinhos e têm o logotipo da farmácia em verde claro. A ideia dela é reduzir a utilização de sacos plásticos ou mesmo de sacos de papel que só serviam para ir para o lixo ou para a reciclagem, na melhor das hipóteses. Sendo assim, ela teve a iniciativa de comprar os tais sacos por motivos ambientais. E claro que também é uma forma de fazer publidade. Começamos a distribui-los, maioritariamente, pelos utentes habituais para controlarmos melhor se oferecemos 1 para cada pessoa/agregado familiar de modo a chegar, se possível, à totalidade dos utentes. O saco é distribuído com a explicação das razões ambientais que nos movem, ou seja, pedimos aos utentes que se comprometam a trazer os sacos quando vierem à farmácia. Até aqui tudo bem. Tenho todo o gosto em fazer esta oferta em nome da farmácia. Já há uma boa parte dos utentes que honram o compromisso e é uma alegria quando vemos que já vêm com o saquinho.

No entanto, há atitudes que me aborrecem mas que acontecem sempre que estamos a oferecer seja o que for:

  1. Pessoas que vêm pouco à "nossa" farmácia e que entram, de propósito, para pedir "um saquinho daqueles"
  2. Quando até iamos dar o saco mas ainda não tinhamos acabado o atendimento e a pessoa já está a dizer: "E a mim não me dá um saco dos vossos?"

Detesto quando as pessoas pedem, pedem, pedem. Tenho todo o gosto em oferecer sem as pessoas estarem já a contar com isso. É como fazer desconto a um delegado comercial, por exemplo. A proprietária dá-me liberdade para isso e, às vezes, acontece os delegados fazerem compras aqui na farmácia. Quando são pessoas com as quais temos boas relações, eu acho que deve ser valorizado o facto de, visitando tantas farmácias, optarem pela nossa para fazerem compras. Sendo assim, tenho o hábito de fazer um pequeno desconto. Quando há um delegado que me pede desconto, fica logo marcado. Nunca mais olho para a pessoa da mesma maneira. Detesto!

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Links

Vale a pena espreitar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Blogs de Portugal

Em destaque no SAPO Blogs
pub