Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

12
Mai18

Não chegou à final

Charneca em flor

Hoje, excepcionalmente, vou partilhar música ao sábado (por aqui o dia da música é a 2a feira). E vou voltar a falar da Eurovisão, peço desculpa se estou a ficar chata mas...

As canções apresentadas na 2a semi-final não me encantaram por aí além. Achei difícil escolher 10 temas bons para passarem à final. Destaco a Noruega que já partilhei aqui e a Dinamarca com Rasmussen e "Higher Ground" com um tom épico fazendo lembrar os vikings. Entre os países que ficaram pelo caminho, queria referir a Rússia.

 

Julia Samoylova interpretou a canção "Won't break". A cantora tinha sido seleccionada internamente para representar a Rússia na Ucrânia no Festival da Eurovisão de 2017 mas foi impedida por causa dos problemas diplomáticos decorrentes da anexação da Crimeia, território ucraniano, pela Rússia. Ou seja, apesar de a Eurovisão ser apolítica, isso só acontece em teoria. Há sempre razões políticas envolvidas nos resultados finais. Sempre se percebeu que os países votam em blocos (Balcãs, ex-URSS, Escandinávia). Portugal só pode contar com os votos de Espanha e vice-versa. Surpreendemente, em 2017, conseguimos encantar toda a Europa com a música "Amar pelos dois". Mas já estou a divagar.

Voltando à participação russa, devo dizer que foi uma das músicas que mais gostei. E não fui só eu que fiquei estupefacta. Foi a primeira vez que a Rússia não chegou à final. Terá sido por razões políticas ou as pessoas não gostaram mesmo da música? Será preconceito contra os deficientes já que Julia Samoylova desloca-se em cadeiras de rodas? Não sei mas achei uma injustiça. Na minha opinião, merecia mais um lugar na final do que a maioria das músicas que passaram. Para mim, esta artista tem muito valor porque não deixou que as suas limitações físicas a impedissem de seguir os seus sonhos. Quantas vezes lhe terão dito que era impossível?

Pelo menos, a sua participação na "nossa" Eurovisão proporcionou-lhe uma belíssima experiência. Ao que parece, foi a primeira vez que Julia viu o mar. Já pensaram como isso parece inverossímil para nós, portugueses, que vivemos toda a vida relativamente perto do mar?!

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Desafio

Desafio

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs de Portugal