Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

30
Jul22

Quem defenderá as crianças?

Charneca em flor

Na semana que passou soube-se de um caso de abuso sexual por parte de um sacerdote da Diocese de Lisboa nos anos 90. Pelo que já se consegui apurar o caso chegou ao conhecimento do responsável pela diocese à época, D. José Policarpo. O actual Cardeal Patriarca, D. Manuel Clemente, também tinha conhecimento da situação tendo, inclusivé, reunido com o menor envolvido, hoje já adulto. A conversa ocorreu numa altura anterior às actuais normas da Igreja sobre a forma de actuação nestes casos. D. Manuel Clemente afirma que foi, por decisão da vítima, que o caso não foi denunciado.

Entre os meus 19 anos e os meus 34 anos, tive uma frequente prática religiosa na paróquia onde cresci que pertence à Diocese de Évora. De início fazia parte do Grupo de Jovens mas cheguei a ser catequista e responsável litúrgica bem como animadora de grupos bíblicos. Por circunstâncias da vida, abandonei estas funções há 14 anos. Também na minha paróquia ocorreram, pelo menos, 2 casos de abuso sexual de crianças, desta feita por parte de um leigo, mas encobertas pelo pároco actual. Tanto o abusador como o pároco enfrentam acusações pelo Ministério Público.

O abuso sexual é um crime chocante, principalmente quando afecta crianças, mas quando é cometido por quem deveria estar acima da maldade humana é ainda mais revoltante. E tão culpado é o agressor como quem ocultou porque, ao não denunciar, pode ter potenciado a probabilidade da situação se repetir. Foi o que aconteceu na minha paróquia.

Eu tenho que admitir que a situação que ocorreu na minha terra me perturbou mais do que as outras. Acho que é uma reacção normal que nos sintamos mais tocados por aquilo que acontece mais perto de nós ou envolvendo pessoas que nós conhecemos. Vi isso acontecer também em relação ao caso da Diocese de Lisboa uma vez que trabalho com várias pessoas que conhecem o padre que, alegadamente, cometeu o abuso sexual em causa, um sacerdote muito respeitado e apreciado na zona onde a situação terá ocorrido.

Não sei qual será a solução e espero que o recente esforço da Igreja para investigar estas situações seja frutífero. Infelizmente, receio que haverá sempre abusos e complacência dos outros sacerdotes e da hierarquia da instituição mas espero estar enganada. O tema foi debatido em vários blocos noticiosos e programas de debate. Alguém, já não sei quem, dizia que uma das raízes do problema é o celibato dos padres e que os abusos diminuiriam se fosse permitido aos padres viverem a sexualidade de forma normal. Talvez, não sei o que pensar. Só sei que as crianças deviam ser protegidas e não se sentirem em perigo num local que devia ser acolhedor e seguro como é o caso da Igreja.

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Links

Vale a pena espreitar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Blogs de Portugal

Em destaque no SAPO Blogs
pub