Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

24
Abr19

A "minha" revolução

Charneca em flor

Quando chega o aniversário da Revolução dos Cravos, começo logo a sentir-me mais velha. Afinal, somos da mesma idade. Esta altura do ano foi, desde sempre, importante para mim. Como já partilhei aqui, o meu pai assinalava sempre a data com muito entusiasmo. Quis o destino que esta data histórica ficasse marcada também na minha história pessoal. Há 12 anos libertei-me definitivamente de uma história infeliz e fiz a minha própria revolução. Depois de 1 ano de luto, também por esta altura, abri a porta e deixei alguém entrar na minha vida. E arriscar a voltar a amar também é uma forma de liberdade. 

DSC00844.JPG

Cravos Vermelhos em Múrcia 

29
Abr18

Foto da semana #17

Charneca em flor

20180429_084553.jpg

Como não podia deixar de ser, esta foi a imagem mais votada no Instagram. O cravo vermelho é o símbolo universal de uma revolução mais ou menos pacífica. Dos canos das metralhadoras saíram cravos em vez de balas. Mais uma prova de que os portugueses são um povo de brandos costumes (com alguns percalços pelo caminho, é certo). Este cravo veio da aldeia da família do A., do quintal da avó F. que faleceu há algumas semanas. Já há muito que não era ela a cuidadora das flores, é certo mas continua ser o quintal dela. Esta imagem foi captada na véspera, dia 24 de Abril, com a intenção de assinalar o dia 25 no Instagram. Achei giro o efeito da sombra da mão na parede. Parece uma coisa etérea, como se alguém passasse testemunho desta memória colectiva que não podemos deixar de transmitir às gerações mais novas. E viva a Liberdade.

 

Bom domingo. 

 

25
Abr18

25 de Abril, sempre

Charneca em flor

O SapoBlogs propõe, neste dia, posts sobre o 25 de Abril. Há 2 anos escrevi este post dedicado ao meu pai em que lembrava como este dia era celebrado enquanto ele foi vivo. Nos últimos anos já não participo em desfiles mas, sempre que possível, assisto aos concertos que algumas autarquias oferecem na véspera e que entram pela "madrugada que eu esperava". A data continua a não passar em branco.

Militares-com-cravos-encarnados.jpg

 

Gosto de ouvir a minha mãe contar os pormenores daquela manhã em que Portugal acordou para a democracia. Como o meu pai saiu para trabalhar e não o deixaram porque tinha que passar por uma das estradas por onde passaram os tanques a caminho de Lisboa. Como a minha mãe ficou nervosa e sobressaltada e passou grande parte do dia à janela para ver se via alguma coisa. Ou como o meu pai não parou em casa já que andava pelas ruas da nossa terra a perceber o que se passava e depois a festejar, imagino. 

Não vivi nada disso, estava na barriga da minha mãe e nasci 2 meses e meio depois, mas posso vivê-lo na minha imagem.

Não me lembro mas não me esqueço dos valores da liberdade que aprendi com o meu pai. 

25
Abr16

Cravos vermelhos para ti

Charneca em flor

Este dia está quase a acabar mas não podia deixar de passar por aqui para oferecer, simbolicamente, estes cravos vermelhos.

images-1.bin

Há muitos dias em que me lembro do meu pai e o dia 25 de Abril é um desses dias. Este dia ficou-me marcado na memória e na alma. Para o meu pai este dia nunca passava em branco. Enquanto ele foi vivo, nós os 2 íamos sempre ao desfile que, na minha freguesia, assinalava (e que continua acontecer até hoje) o dia da revolução. Na nossa varanda havia sempre, pelo menos, um vaso com cravos vermelhos. O exemplo e os ensinamentos que ele me transmitiu contribuiram para que eu soubesse dar valor à liberdade. Estes cravos são para ti, pai.

 

25
Abr15

41 anos de Liberdade

Charneca em flor

Hoje comemora-se o dia que foi determinante para este país. Há 41 anos derrubava-se 48 anos de ditadura e instituia-se o regime democrático em que vivemos hoje. O golpe foi executado pelo chamado "Movimento dos Capitães" e depois, progressivamente, o poder foi entregue aos políticos. Estes nem sempre estiveram certos, é verdade, mas vale a pena vivermos em democracia. Com mais crise ou menos crise, com mais ou menos dificuldades, acredito que a vida dos portugueses é melhor agora do que há 41 atrás. Pode parecer que que vivemos pior mas o problema é que as nossas necessidades e prioridades se modificaram. Hoje a taxa de analfabetização é muito baixa, o Serviço Nacional de Saúde é universal (não existia tal coisa anteriormente), a Segurança Social era quase inexistente, não havia subsídio de desemprego, não havia protecção na doença. Quando as pessoas ficavam doentes ou desempregadas ficavam a um passo da miséria, um passo muito mais pequeno que hoje. Por isso, a meu ver, Portugal é um país muito melhor hoje do que era nesse tempo negro do "Estado Novo".

Normalmente, quando se fala do 25 de Abril, fala-se da conquista do direito à liberdade de expressão e essa conquista foi primordial. Infelizmente, este ano, esta data está a ser marcada pelo regresso dissimulado do lápis azul da censura com esta falada proposta de legislação que "obriga" os orgãos de comunicação social a apresentar o projecto de cobertura das campanhas eleitorais para ser aprovado por uma entidade externa que será constituida para esse efeito. Este projecto parte dos grupos parlamentares dos partidos que estiveram no poder neste últimos 41 anos. Vergonhoso! Será que têm saudades do dia 24 de Abril de 1974? Não podemos permitir que tal aconteça. Temos direito a uma informação tão isenta quanto possível. Esperemos que os orgãos de comunicação social não se vergem ao poder político.

25 de Abril, Sempre!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs de Portugal