Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


calendário

Abril 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930




Pesquisar

 


Blogmas 2017 - Christmas Day

Segunda-feira, 25.12.17

Feliz Natal com uma bela música

 

Fairytail of New York

The Pogues Featuring Kirsty MacColl

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 09:18

Blogmas 2017 - Christmas Eve

Domingo, 24.12.17

As luzes da árvore de Natal estão a piscar.

O bolo-rei está na mesa.

Os sonhos já estão fritos.

O perú está no forno

O bacalhau e as couves estão a ser preparados.

Na rádio ouvem-se músicas de Natal.

A minha mãe e o A. estão na cozinha.

Os presentes aguardam debaixo da árvore.

O pequeno presépio está no parapeito da janela.

O Natal pode começar...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 19:05

Blogmas 2017 - Natal triste

Sexta-feira, 22.12.17

Costuma-se dizer que o Natal é a festa da família. E quando a família vai ficando mais reduzida porque, pela lei da vida, vamos perdendo aqueles que amamos? Como lidar com isso? 

Eu perdi o meu pai poucos meses antes do Natal e não tenho nenhuma memória do Natal desse ano, absolutamente nenhuma. De uma coisa tenho a certeza, foi o Natal mais triste da minha vida. 

Quando perdemos alguém que estava muito presente nestes momentos, nunca mais olhamos para o Natal da mesma maneira. Podemos voltar a festejar mas faltará sempre aquele lugar na mesa. 

Neste blogmas em que reflicto sobre a ausência daqueles que amamos, principalmente nesta época, quero lembrar e prestar homenagem a todas as famílias que sofreram e sofrem, ainda, com os incêndios de Junho e Outubro. Tenho muita dificuldade em escutar as suas histórias sem começar a chorar. Todos os dias são difíceis mas estes, em que por todo o lado se sente um ambiente alegre e festivo, devem ser particularmente difíceis. Porque enquanto uns se preocupam com aquilo que vão ter na mesa da consoada, outros nem têm nem mesa nem tecto. Enquanto uns se afadigam a comprar presentes, outros choram a perda de pais, filhos, avós, netos, irmãos, amigos...

 

Ontem ouvi a nova música de Pedro Abrunhosa, "Meu querido filho tão tarde que é". Não é uma música de Natal mas é uma música sobre o amor e a perda. E o mais importante no Natal é o amor que nos une. Foi esta música que me inspirou a escrever sobre aqueles que já partiram. Nós não os vemos mas eles estão connosco na consoada, vivos nas nossas memórias, nas histórias que se contam e no nosso coração:

 

 

"Chama por mim, lá da porta do céu/ninguém cala a dor de uma mãe que perdeu"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 07:53

Blogmas 2017 - Adereços de Natal

Quinta-feira, 21.12.17

Sabem aquelas camisolas fofinhas com motivos natalícios?

 

Tipo estas:

1513811946064.jpg

 

Nunca tive nenhuma. Acho que para o próximo ano vou pedir uma destas na minha carta ao Pai Natal. É isso mesmo, no próximo Natal quero uma camisola com o Rudolfo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 07:26

Blogmas 2017 - A mesa de Natal

Quarta-feira, 20.12.17

Um dos pratos típicos da mesa da consoada é o bacalhau cozido com couves. Também faz parte da minha mesa. Não é um prato que coma habitualmente durante o resto do ano. Aliás até tenho ideia de que se comesse noutra altura, não me pareceria muito apetitoso. No Natal, bacalhau com couves sabe-me ao melhor dos pitéus. Desde que conheço o A., e passo o Natal com ele, também não pode faltar o peru bem tostadinho no forno. Para o dia de Natal reservamos Polvo à Lagareiro. Ou seja, pela nossa mesa passam os principais pratos do Natal português. 

1513727363601.jpg

 

E na vossa mesa de Consoada, que pratos não podem faltar?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 07:49

Blogmas 2017 - Natal radiofónico

Terça-feira, 19.12.17

Uma música de Natal bem divertida e com uma sonoridade inesperada. Aqui fica a sempre aguardada música da Rádio Comercial para um Natal sorridente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 12:50

Blogmas 2017 - Pragas natalícias

Segunda-feira, 18.12.17

De há uns anos para cá, adquiriu-se o hábito de enfeitar as varandas, as janelas ou os jardins pela altura do Natal. Assim um bocadinho à maneira de Hollywood

ThinkstockPhotos-137806346.jpg

 

Confesso que gosto de ver as casas enfeitadas e iluminadas. Por acaso, nunca pus nenhum enfeite luminoso nas minhas varandas mas quem sabe um dia?!

Ora com o objectivo de assinalar o Natal no exterior das casas, surgiu uma praga aqui há anos. Felizmente que, actualmente, a praga está quase debelada. Falo dos pais natal, possivelmente vindos de uma qualquer loja chinesa, pendurados em varandas, janelas ou chaminés. Alguns pendurados pelo pescoço, pobres coitados. Já não é a primeira vez que falo deles, já andaram aqui pelo blogue. O pior é que os desgraçados ficam pendurados quase até ao Natal seguinte. E se há coisa que me irrita é enfeites natalícios depois do dia 6 de Janeiro.

papanoel2.jpg

 

Depois dos pais natal, apareceram os estandartes com o Menino Jesus. Sempre são mais bonitos e com mais significado. Sem Jesus, não havia Natal.

Estandarte_de_Na_5269542f5319a.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 07:35

Blogmas 2017 - O Natal da minha infância

Domingo, 17.12.17

Já em posts anteriores aflorei um pouco das minhas memórias sobre os Natais da minha infância. Hoje vou mergulhar mais profundamente nessas recordações. Não é fácil por vários motivos. Primeiro porque houve um momento negro na minha vida que tornou todas as memórias anteriores mais difusas, a perda do meu pai. Para além disso também já me faltam também a minha avó e o meu avô, protagonistas dessas memórias. 

705707187f784f1c468eae5b89ea06bc.jpg

 

As raízes da minha família estão no Alentejo mas eu cresci no Ribatejo. No Natal "íamos sempre à terra" passar a Consoada com a família da minha mãe. O meu pai era muito ligado à família da minha mãe, talvez por ter perdido a mãe dele muito cedo. Os meus avós adoravam-no. Os meus pais não tinham carro por isso lá iamos na "camionete da carreira" na véspera de Natal. Chegávamos perto da hora do jantar, habitualmente o típico bacalhau. A minha avó vivia numa casa pequena e humilde mas é desse espaço que guardo alguns dos melhores momentos da minha vida. A grande lareira/chaminé alentejana dominava a cozinha que era o centro da casa. No Inverno o lume acendia-se logo de manhã e alimentava-se o lume durante todo o dia. Na noite de Natal, como era o serão mais longo do ano, punha-se o maior madeiro que se encontrava para aguentar toda a noite.

Depois do jantar é que era divertido. A minha avó amassava as filhós (ou coscorões como se chamam noutras regiões) ou então já as tinha amassado antes. Chegava a altura de estender a massa e eu também gostava muito de participar. A cozinha da minha avó parecia uma linha de montagem, eu e a minha avó estendiamos (as minhas, invariavelmente, mais grossas) e a minha mãe fritava.  

O meu pai e o meu avô bebiam um bocadinho acima do normal. O efeito que lhes fazia é que era diferente. O meu avô sentava-se num mocho (o nome que se dá a uns bancos baixinhos que existem no Alentejo) na chaminé, encostava-se ao braço e dormitava de boca aberta. O meu pai dava-lhe para o disparate e convencia-me a fazer uma caricatura do meu avô com a massa das filhós. E a minha mãe lá fritava "o meu avô", coitado. 

Lembro-me mal dos presentes. Muitas vezes, roupa para estrear no dia seguinte, um cobertor, o livro da Abelha Maia ou um relógio, presente do meu padrinho que também morava nessa pequena casa. Não me lembro de ficar ansiosa com os presentes nem se pedia alguma coisa que nunca recebi. As coisas materiais não perduraram na minha memória. O que perdurou foram os momentos, os sorrisos, as gargalhadas, o amor que nos unia e o sabor das filhós da minha avó. Nunca mais comi outras iguais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 11:57

Blogmas 2017 - Família

Sábado, 16.12.17

O Natal deveria ser uma época de harmonia e felicidade. Muitas vezes é precisamente o contrário. Seja porque o facto de as famílias passarem mais tempo juntas intensifica os conflitos latentes durante o ano ou seja porque as famílias não se entendem sobre como ou onde passar a consoada.

o-THANKSGIVING-facebook.jpg

 

 

Por exemplo, quando os filhos são pequenos vão para onde os pais forem mas quando crescem e constituem as suas próprias famílias é preciso ceder para manter a harmonia. Há quase sempre famílias com tradições mais vincadas do que outras. Infelizmente, isso é tantas vezes motivo de zangas e amuos que se arrastam durante muitos anos. E não deveria ser assim de todo porque se celebra o nascimento de Jesus. Para quem acredita, Jesus Cristo pregou o amor incondicional portanto no Natal também se celebra o amor incondicional. Amar sem medida implica deixar ir e não prender com amarras. Seja no Natal ou em qualquer outro dia do ano.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 10:21

Blogmas 2017 - Natal dos Hospitais

Sexta-feira, 15.12.17

 

Ontem foi mais um Natal dos Hospitais. Esta iniciativa do Diário de Notícias existe desde 1944 e começou a ser transmitida pela RTP em 1959, poucos anos depois do início das transmissões regulares de televisão em Portugal. É o programa de entretenimento mais antigo do país.  O Natal dos Hospitais realiza-se perto do Natal e tem como objectivo alegrar um pouco as pessoas que estão internadas nesta época festiva. Dura muitas horas e serão poucos os músicos portugueses que não passaram por esse palco. Antigamente eu não perdia o Natal dos Hospitais por nada e ficava em frente da TV durante toda a tarde. Era um acontecimento nesse tempo em que só havia 2 canais de televisão, não havia internet nem smartphones. Meu Deus, estou mesmo velha. Agora, todos os fins de semana,  há programas de música similiares mas nenhum tem o simbolismo do Natal dos Hospitais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Charneca em flor às 07:52


Mais sobre mim

foto do autor



Desafio


Desafio


Comentários recentes

  • Happy

    Também falei do bullying, mas de uma forma general...

  • Chic'Ana

    Gostei muito das imagens =)Beijinhos

  • Marta Elle

    Não conhecia.Parabéns pelo destaque.

  • Happy

    Também achei inacreditável...

  • Marta Elle

    Também achei muito estranho.As gravações dos inter...