Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

26
Set16

Aventura nórdica capítulo 3

Charneca em flor

Capítulo 1 e 2

 

Hoje faz 1 mês que regressei da minha viagem de férias. Hoje apeteceu-me escrever mais um capítulo desta aventura. 

A aventura começou  em Oslo e logo com uma peripécia. Demos voltas e voltas para encontrar o hotel quando era tão fácil de achar. Era pertíssimo do metro de Toyen mas bastou uma opção errada para andarmos às voltas. Bom mas lá demos com o hotel. Vim a verificar que o quarto tinha uma armadilha. Era nas águas-furtadas e as camas estavam posicionadas assim

DSC06275.JPG

 

Não tem conta as vezes que bati com a cabeça no tecto inclinado. O A. não bateu lá 1 única vez e tem mais 18 cm do que eu. Como é que é possível?!

A zona onde situava o hotel parecia calma mas para se chegar ao centro a pé tinha que se atravessar um bairro muito peculiar e também um pouco assustador. Senti-me em Marrocos outra vez tal era a quantidade de muçulmanos. Era um bairro predominantemente árabe a ponto de haver 2 mesquitas. Claro que ninguém me incomodou. Nem devem ter reparado em mim.

Em Oslo encontram-se muitas e curiosas esculturas como este barco

DSC06290.JPG

 

A arquitectura moderna também tem lugar como se pode exemplicar pelo magnífico edifício da Ópera e pelos prédios que existem na proximidade

 

DSC06283.JPG

 

Mas o que mais nos surpreendeu foi a praia de Oslo que é muito perto do centro de Oslo. Os noruegueses pareciam apreciar muito este recanto. Alguns faziam piqueniques mas muitos mergulhavam naquela água do Fiorde de Oslo.

DSC06304.JPG

 

Há que saber aproveitar aquilo que a vida nos dá. 

E ficamos por aqui.

Não deixem de descobrir mais imagens por aqui.

31
Ago16

Aventura Nórdica capítulo 1

Charneca em flor

DSC06285.JPG

Antes de subir ao telhado da Ópera de Oslo, Noruega. Panorama fantástico.

 

Já voltei ao trabalho e voltei em força com direito a 1 serviço nocturno e tudo. É a vida. Apesar disso, parece que parte de mim ainda viaja pela Escandinávia. Este ano a minha viagem de Verão foi a um dos meus destinos de sonho (os outros são São Tomé e Príncipe e Austrália). Foram tantos dias que nem vou conseguir falar deles apenas uma vez. Preparem-se para um relato em vários capítulos. Ao contrário de viagens anteriores, não foi uma roadtrip. Não viajámos de carro mas sim de transportes públicos. Experimentámos todos menos o táxi. Correu tudo mais ou menos dentro do previsto embora com algumas peripécias. Regra geral, funcionam todos muito bem e são confortáveis. Fizemos 3 viagens nocturnas o que a mim não faz diferença nenhuma mas que são um martírio para o namorido porque não consegue dormir. A vantagem dos transportes públicos é fazemos uma viagem mais descontraída sem estarmos preocupados com alguma coisa que possa acontecer com o carro. Para além disso, as viagens nocturnas permitem percorrer grandes distâncias enquanto descansamos e podemos aproveitar melhor os dias. A desvantagem é que ficamos só a conhecer as cidades principais. o automóvel dá-nos mais liberdade e permite-nos descobrir locais imprevistos já que podemos parar ao sabor da vontade. 

O relato já vai longo. Aguardem pelos próximos capítulos. 

Entretanto se tiverem curiosidade podem-se divertir com estas imagens.

16
Ago16

E as férias continuam

Charneca em flor

A primeira fase das minhas férias já terminou. A fase da praia. Este ano até estou com uma corzinha. Tendo em conta que a minha cor é branca como a cal, ja não é mau. Este ano utilizei este protector. É muito bom uma vez que protege mas também intensifica o bronzeado.

bronz_50spray.jpg

 

Imagem daqui

 

Só não faz milagres, tem que ser bem espalhado. Ainda tive um "acidente", uma ligeira queimadura solar à volta do bikini por não ter espalhado bem o produto.

Agora vou passar uns dias na aldeia e depois rumo a mais uma aventura. Não vou já revelar onde nem quando mas digo já que vou para norte e para um sítio bem mais fresquinho. É um dos meus destinos de sonho.

Vou para aqui

Oslo2-672x372.jpg

 

Conseguem descobrir?! 

 

 

13
Ago16

Na Lagoa de Albufeira

Charneca em flor

2016-08-12+14.23.18.jpg

 Esta é o verdadeiro espírito das férias, "dolce faire niente". Adorei esta experiência. Sou demasiado medrosa para aprender a nadar ou mesmo a boiar. Comigo vale aquela máxima "burro velho não aprende a  nadar". Já há tempos que o A. dizia para comprarmos uma boia e eu sempre a pensar que era a brincar. Afinal era a sério e a boia veio mesmo morar cá para casa. Ontem fomos experimentá-la para a Lagoa de Albufeira. Foi muito divertido. Adorei. O único problema é que eu não conseguia perceber como fazer aquilo andar para o sítio onde eu queria. Como estava vento e a Lagoa tem alguma ondulação por causa da ligação ao mar, fui parar a um sítio onde já não tinha pé. Ele bem gritava da margem mas eu não me mexia. Depois parecia uma cena tipo "Marés Vivas" o A. atirou-se para a água qual Mitch Buchannon da costa portuguesa e foi-me salvar. É, cada dia mais, o meu herói. Para a próxima tenho que me portar melhor. 

29
Ago15

Já cheira a fim de Verão

Charneca em flor

20150828_145009.jpg

Com grande pena minha, as férias estão a chegar ao fim. O Verão também já se começa a despedir. Ainda ontem encontrei folhas secas no chão. O Outono está aí não tarda. Ontem voltei às praias nacionais. Desde que voltei da minha viagem ainda não tinha ido à praia. Entre descansar da noite em que não dormi no aeroporto, desmanchar a mala, tratar da roupa (essa actividade chata e sem glamour a que não podemos fugir) e uma ida à aldeia para carregar as minhas baterias e a mala do carro, a praia ficou para último lugar. As praias da Itália são bonitas, a água tem uma temperatura óptima e a ondulação é fraquinha mesmo como esta medrosa gosta. No entanto, é impossível não adorar as nossas praias com areais de areia dourada a perder de vista. E ontem a água até estava com uma temperatura bem simpática para o nosso Oceano Atlântico. Estava-se até bastante bem na água. E, agora, lá vou eu outra vez. Hoje a água vai estar bem longe porque as marés vão ser enormes graças à Super Lua de logo à noite. Esta noite não faz mal andar com a cabeça na lua.

26
Ago15

Buona giornata

Charneca em flor

DSC05027.JPG

 

Tenho deixado o blogue tristemente abandonado. Voltei para partilhar as minhas impressões da viagem deste Verão. Regressei há dias de mais uma road trip pela Itália, um país maravilhoso só comparável ao nosso Portugal. Já é a terceira vez que lá volto, já estive aqui e aqui. Na Itália encontra-se sempre mais um recanto para descobrir. Desta vez a viagem foi pelo sul, no pé da bota que é a Itália. A ideia era conhecer o litoral daquela região. Praias, praias e mais praias, umas com areia, outras com pedras relativamente grandes, outras com umas pedrinhas pretas pequeninas. Uma das grandes diferenças que eu achei é que, nalguns locais, havia muito poucas pessoas na praia. Aqui basta estar um raiozinho de sol e já não se consegue estender a toalha. Outra grande diferença é que parte das praias podem ser privadas a ponto de o comum dos mortais nem sequer poder passar por lá sem vir alguém a correr a pedir o "biglietto". Embora hajam espaços públicos são muito pequenos e muito mais sujos na generalidade. O que me leva a outro ponto interessante, a gestão do lixo. Não percebo como é que os italianos tratam o lixo. Vêem-se pouquissimos caixotes do lixo a ponto de, nas zonas urbanas, se encontrarem montes de sacos do lixo doméstico empilhados. Em 5 dias, não vi nenhuma recolha. Estes montes de lixo dão uma péssima imagem e tornam logo as cidades muito mais feias. Aquela zona não parece acolher muitos turistas estrangeiros, acho que é um paraíso só ao alcance dos locais, até porque não há ali nenhuma das cidades mais conhecidas de Itália. Na primeira noite demos uma volta pela cidade de Barletta, próxima do hotel. Achei muito giro encontrar pessoas sentadas nos seus bancos à porta das casas a conversar enquanto apanhavam o ar fresco da noite. Fazia lembrar aquilo que eu via na minha infância no Alentejo. Também encontrei grupos de pessoas a conversar junto à praia. Iam de carro, com os bancos na bagageira, encontravam-se com outras pessoas e ali ficam a conversar durante parte do serão. Verdadeiro espírito comunitário. Por cá fica cada um metido na sua casa e nem conhece os vizinhos do mesmo prédio. O relato já vai longo. Vou só dizer que continuo a achar os italianos um povo simpático, acolhedor e, porque não dizer, um povo bonito. Adorei os muitos banhos que tomei naquelas águas cálidas e deliciosas. E, já agora, porque não falar dos pequenos almoços com cappucinos e cornetti deliciosos. Itália é sempre um país que vale a pena revisitar.

DSC05044.JPG

 

Arrivederci!

 

Mais fotos aqui

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Desafio

Desafio

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs de Portugal