Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

30
Nov19

Para preta já basto eu

disse ela

Charneca em flor

Como é habitual, o meu dia-a-dia profissional é um manancial de situações caricatas. Esta semana houve uma utente que me pôs a rir à gargalhada embora isso não seja difícil. Neste tempo em que se fala de extremismo, em que o adormecido racismo português acordou, em que se tem que ter cuidado com o nosso discurso para que seja politicamente correcto é sempre refrescante quando alguém se ri das suas próprias características. 

A senhora procurava uma escova de cabelo desembaraçadora específica. Tinha visto a divulgação dessa escova numa página de Instagram e diz-me assim:

- Se desembaraça o cabelo dela (a instagrammer), também desembaraça o meu. Ela também tem cabelo de preta como eu. Parece palha de aço.

Já não estou habituada a que as pessoas usem as palavras com este desassombro "preta como eu".

Só havia 2 cores de escova, cor de rosa/roxa e preta. Obviamente que ela escolheu a escova colorida:

- Levo esta, para preta já basto eu.

Tive que me rir, não estava nada à espera que ela se saísse com esta tirada.

Tantos eufemismos que nós arranjamos para falar destas características físicas das pessoas e esta senhora diz de si própria "para preta já basto eu".

28
Nov19

Falta de noção

Charneca em flor

Quando se trabalha no atendimento ao público, há sempre histórias para contar. Temos um utente que é daquelas pessoas que pensam que são melhores que os outros, que são seres superiores e que todas as pessoas lhe devem prestar vassalagem. Infelizmente, tivemos um problema com os medicamentos dele já que havia 2 que estavam esgotados desde Setembro, Acontece que não eram medicamentos insubstituíveis porque se tratavam de genéricos que podiam, facilmente, ter sido trocados por medicamentos de outros laboratórios. Acontece que ele queria aqueles laboratórios em específico. 

No dia em questão, ele voltou a reclamar sobre o assunto e os argumentos para nós lhe resolvermos o problema foram estes:

"Sabe, eu sou da classe média alta"

e

"Eu só venho a esta farmácia porque tenho muita consideração pela Dra F. (a patroazinha) mas pelas funcionárias não tenho consideração nenhuma"

Diga???

Tenho imensa pena que estas pérolas não tenham sido ditas ao pé de mim. É que eu tinha cá uma resposta na ponta da língua. Há pessoas que tem a mais completa falta de noção.

 

29
Out19

A arte de decifrar os outros

Charneca em flor

No passado sábado fui a uma formação. Entre vários temas expostos, houve um que me chamou mais a atenção. O último palestrante foi Alexandre Monteiro e a sua prelecção teve como tema "Decifrar pessoas". A palestra foi muito interessante. Penso que a maioria de nós consegue intuir que a linguagem não verbal é tão importante como a linguagem verbal. Aliás há estudos que concluem que a linguagem corporal comunica mais do que aquilo que dizemos. É importante perceber o que os outros dizem através da sua postura quer em contexto profissional quer em contexto pessoal. Gestos tão simples como franzir a testa ou o nariz podem indicar, a uma pessoa atenta, de que não gostamos de algo. Os truques do Alexandre Monteiro vão poder ajudar-me a decifrar os meus utentes mas também poderão ser úteis para poder controlar melhor os meus gestos de modo a que a minha linguagem corporal facilite a compreensão da mensagem que pretendo transmitir. O Instagram de Alexandre Monteiro é muito esclarecedor e tem imensos exemplos de como podemos interpretar os gestos dos outros.

Eu digo muitas que o problema não é o que se diz mas o tom com que se diz. No entanto, tudo tem a sua importância seja a mensagem, o tom ou os gestos com que se comunica.

268003-ate-os-casais-estavam-arrasando-no-lolla-95

O que acham desta imagem? Acham que o nível de interesse dos 2 intervenientes é o mesmo? O que será que esta imagem nos poderá dizer?

 

 

22
Out19

Sempre a evoluir

Charneca em flor

Ontem tive um dia electrizante na farmácia. Começamos a fazer a adaptação a um novo programa informático. Havia alguma ansiedade mas acabou por correr muito bem. Vamos ver como corre amanhã sem a formadora por perto. Foi muito bom ver toda a equipa motivada. As mudanças são boas para nos abanarem um pouco, para nos fazer sair da nossa área de conforto e dar um passo em frente. Só espero que o dia de hoje corra tão bem como o de ontem.

18
Set19

Irritações #11

Charneca em flor

_1513180_mobile300.jpg

Se há coisa que me irrita é um utente entrar na farmácia a falar ao telemóvel. E estar ao telemóvel durante todo o tempo do atendimento. Mas nunca me tinha acontecido o que me aconteceu aqui há dias. No mesmo dia  vi-me metida no meio de 2 conversas telefónicas diferentes. 

Primeiro foi uma jovem que me passa o telemóvel para eu ver os códigos de acesso à receita em papel mas não desligou a chamada. Ou seja, o telemóvel estava na minha mão e  a pessoa do outro lado continuava a falar, a falar... Acho que nunca tinha digitado aqueles números tão depressa para poder devolver o aparelho.

Mais tarde, atendi uma mãe que vinha aviar um antibiótico para a bebé que tinha deixado a dormir no carro... A dada altura, atende o telemóvel, penso que era o pai da criança. Então vai contando o resultado da consulta... em alta voz. Quando pergunto em que NIF quer a factura, os pais da bebé doente "discutem" em que nome seria a factura sempre em alta voz e eu ali, praticamente no meio da conversa.

Mas porque é que as pessoas não sabem usar o telemóvel? Será que acham, que quando falam ao telemóvel, estão metidos numa cabine telefónica e que ninguém está a ouvir?!

 

10
Set19

Portugueses. Difíceis de encontrar

Charneca em flor

Na minha última noite de serviço, que aconteceu na passada sexta-feira, atendi várias pessoas que não eram portuguesas. Mesmo durante o horário normal de funcionamento, temos reparado, eu e as coleguinhas, que cada vez atendemos mais estrangeiros. Sejam eles, brasileiros, angolanos, americanos e australianos a caminho de Santiago de Compostela, espanhóis, paquistaneses e até temos uma utente habitual que é italiana. 

passaportes.jpg

Ora e o que é que pensou a minha cabeça doida com poucas horas de sono?!

Pensei isto: "Aqui d' el Rei que os portugueses estão em vias de extinção."

03
Set19

Cenas da vida de uma farmacêutica

Charneca em flor

O que eu gosto  de atender pessoas com o auricular na orelha. Vêm à farmácia para ser atendidos mas estão, ao mesmo tempo, a falar com alguém ao telemóvel. Depois fazem perguntas e eu fico sem perceber se estão a falar comigo ou com a pessoa do outro lado. Foi assim o último atendimento do meu primeiro dia de trabalho. Já passava das 20h, a porta já estava fechada e até já se tinha desligado a maioria das luzes. E o utente continuava, com toda a calma, a consultar a pessoa que estava a falar no seu ouvido e não se decidia. Tão bom para terminar o dia, não acham?!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs de Portugal