Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

O Voo da Garça

Sonhos, desejos, opiniões, instantes da vida diária...

09
Dez18

Foto da semana #49

Charneca em flor

Hoje a foto da semana chega em dose dupla já que há 2 imagens com igual número de 

IMG_20181206_154403.jpg

Costa de Caparica, 6 de Dezembro de 2018

Na passada 5ª feira estive de folga devido à noite de serviço. Antes de ir dormir umas horas, houve tempo para ir ver o mar o que já não acontecia há muitas semanas. Estava um dia lindo e valeu bem a pena. Mesmo sem dormir, deu para repousar o espírito.

IMG_20181208_162136.jpg

Vinho de talha, Cabeção, Concelho de Mora, 8 de Dezembro de 2018

Participar na Prova do Vinho Novo em Cabeção já é uma tradição nossa de há alguns anos. Acontece sempre no início de Dezembro e o vinho desta vila alentejana tem a particularidade de ser produzido em talhas de barro. Esta forma tradicional de fazer vinho acontece em várias terras alentejanas. Os munícipios onde isso acontece estão, até, a preparar a candidatura a Património Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco.

A vila de Cabeção é muito especial para mim porque passei lá todos os Natais da minha infância e do ínicio da adolescência. Depois de perder o meu pai e de a minha mãe começar a trabalhar num estabelecimento comercial, comecei a ir só lá almoçar no dia de Natal. Os meus avós viviam lá e os meus tios ainda moram por aqueles lados. Se não conhecem, aconselho a visita ao Munícipio de Mora. Tem imensos pontos de interesse e para quem gosta de comer (e de beber um bom vinho) vale a pena a visita.

Bom domingo.

 

 

 

 

27
Nov14

Cante Alentejano, Património Imaterial da Humanidade

Charneca em flor

 

  

Ontem Portugal recebeu a notícia, aguardada, da eleição do Cante Alentejano como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO. As minhas raízes alentejanas exultaram. O povo alentejano é um povo sofredor e bem merecia esta distinção por ter sabido manter esta tradição. O Presidente da República, ao comentar esta distinção, dizia que o Cante Alentejano fazia lembrar as belas planícies alentejanas. Bem se vê que ele não compreende esta forma de cultura. Dizer que o Cante Alentejano faz lembrar as planícies alentejanas é redutor. O Cante Alentejano é a jorna de sol a sol de outros tempos, o trabalho duro do campo fizesse chuva ou sol, a solidão, o calor abrasador, as diculdades económicas e até a falta de emprego, a população envelhecida e as aldeias que vão morrendo dos dias de hoje. Esta distinção tem interesse, principalmente a nível turístico, mas o Alentejo, assim como todo o interior do país, precisa de mais do que palavras bonitas. O que Alentejo precisa é de mais vida, de pessoas, de investimento, de emprego, de escolas. O que o Alentejo precisa é que não o deixem morrer. 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs de Portugal